Brasília, 18 de fevereiro de 2019 - 12h38

América do Sul

30 de maro de 2005
por: InfoRel
Compartilhar notícia:
O acordo entre a Comunidade Andina de Nações e o Mercosul, entrará em vigor nesta sexta-feira, 1º de abril, depois que todas as etapas de negociação foram superadas. O acordo do Equador com o Mercosul era o último passo que restava para a consolidação da nova associação.

Nesta quinta-feira, o governo equatoriano deverá publicar a oficialização do acordo, permitindo que entre em vigor imediatamente. Na sexta, o Equador ingressa como membro associado no âmbito dos acordos de complementação econômica com o Mercosul, somando-se à  Colômbia, Peru e Venezuela. Bolà­via e Chile já possuem esse status.

Durante os tramites, houve a internalização dos documentos dentro da Associação Latino-Americana de Integração [ALADI], que é quem sustenta juridicamente os acordos entre os 12 paà­ses que forma o organismo.

Os equatorianos apostam no incremento do comércio com os paà­ses do Mercosul, principalmente com a Argentina, que já ocupa papel de destaque na economia do Equador.

Em abril, os chanceleres do Mercosul e da Comunidade Andina têm encontro marcado para Brasà­lia. Além da convergência entre os dois blocos em torno de um acordo comercial positivo para ambos, os ministros de Relações Exteriores vão tratar dos detalhes sobre a institucionalização da Comunidade Sul-Americana de Nações, que deve ocorrer em agosto.

Últimas notícias