Brasília, 21 de novembro de 2018 - 13h07

Conflito

26 de setembro de 2016
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - O governo colombiano confirmou a participação de 15 Chefes de Estado e 27 chanceleres na cerimônia de assinatura dos Acordos de Paz firmados com as FARC, nesta segunda-feira, 26, em Cartagena de Índias. Confirmaram presença os presidentes da Bolívia, Costa Rica, Cuba, Chile, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana e Venezuela.



O presidente Michel Temer havia confirmado presença, mas para evitar problemas nas futuras votações de interesse do governo, preferiu permanecer em Brasília e será representado pelo ministro das Relações Exteriores, José Serra. Temer conversou a respeito com o presidente Juan Manuel Santos, na semana passada em Nova York.



Além dos presidentes e ministros, estarão presentes o Rei emérito da Espanha, Juan Carlos I, os ex-presidentes do México, Ernesto Zedillo, e do uruguai, José Pepe Mújica, o ex-primeiro-ministro espanhol Felipe González, e o ex-Secretário-Geral da ONU, Koffi Annan. Outros dez representantes de organismos internacionais se farão presentes como o Secretário-Geral Organização das Nações Unidas, Ban Ki Moon; o presidente do Conselho de Segurança das Nações Unidas, Gerard Von Bohemen; o Secretário-Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro; os presidentes do Banco Mundial, Jim Yong Kim; do Fundo Monetário Internacional, Christine Lagarde; e do Banco Interamericano de Desenvolvimento, Luis Alberto Moreno; a Secretária-Geral Ibero-americana, Rebeca Grynspan; a Secretária-Geral da Cepal, Alicia Bárcenas,  e o presidente da Corporação Andina de Fomento (CAF), Enrique García.



O evento marca o fim de um conflito de 52 anos. No dia 2 de outubro, os colombianos vão às urnas para referendar a decisão do governo e das FARC. Se os acordos de paz forem aprovados pela maioria, entram em vigor. O próximo passo será negociar a paz com a segunda maior guerrilha colombiana, o ELN. O Brasil pretende ser um dos países-garantes deste processo e poderá inclusive, receber reuniões da futura mesa de diálogo.


Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...