Aprovado acordo militar com a Rússia
30/09/2009
Desglobalização para uma Nova Economia Mundial
01/10/2009

Adesão da Venezuela ao Mercosul é adiada

Adesão da Venezuela ao Mercosul é adiada

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, do Senado Federal, decidiu adiar para o dia 29 a votação do parecer do senador Tasso Jereissati que impede a adesão da Venezuela ao Mercosul.

O líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), pediu vistas do processo e prometeu apresentar um voto em separado permitindo o ingresso venezuelano ao bloco.

Tasso Jereissati afirmou que a Venezuela não cumpriu com os pré-requisitos exigidos para o ingresso ao Mercosul, mas é a antipatia contra o presidente Hugo Chávez que pesou na decisão.

Para o senador, não existe democracia na Venezuela. De acordo com Jereissati, o país experimenta um processo eleitoral viciado e o desmonte das instituições democráticas.

Além disso, acusou o presidente Chávez de fechar emissoras de rádio e televisão que lhe fazem oposição e de fomentar um arco de instabilidade nas vizinhas do Brasil.

O senador chamou o presidente venezuelano de desagregador e de ter sido o responsável pelo retorno do presidente hondurenho Manuel Zelaya para Tegucigalpa e seu imediato refúgio na embaixada do Brasil naquele país.

“O governo Chávez pauta suas relações internacional entre amigos e inimigos. Com uma mudança política no Brasil, como reagirá?”, perguntou.

Isolamento

No entanto, Tasso Jereissati admitiu que o isolamento da Venezuela não é bom. Para Pedro Simon (PMDB-RS), se o Senado negar o ingresso da Venezuela, o Mercosul estará acabado.

Tasso reconheceu que será muito difícil evitar a derrota do seu parecer, pois o governo está mobilizado para aprovar a matéria e tem maioria na Casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *