A balbúrdia dos caças para a FAB
26/01/2011
Chile corta recursos milionários das Forças Armada
26/01/2011

Agência Anti-Droga dos EUA pode retornar à Bolívia

Agência Anti-Droga dos EUA pode retornar à Bolívia

O governo boliviano confirmou que a agência antidrogas dos Estados Unidos poderá regressar ao país por meio de um acordo bilateral de respeito mútuo.

A DEA foi expulsa do país em 1º de novembro de 2008 acusada pelo presidente Evo Morales de financiar atividades políticas para desestabilizá-lo.

Antes disso, Morales já havia expulsado de La Paz o embaixador norte-americano Philip Goldberg, também acusado de conspirar contra o seu governo.

Desde a expulsão da DEA, a Bolívia busca parceiros para combater o narcotráfico. Negociações com a Rússia e o Brasil estão avançadas.

A Bolívia também defende uma maior coordenação internacional para o combate ao narcotráfico. “Nós queremos que todos os países participem porque o problema das drogas é global”, afirmou o chanceler David Choquehuanca.

Coca

As negociações não devem ser nada fáceis. A Bolívia reivindica junto à Organização das Nações Unidas, o fim da proibição e penalização do uso tradicional da folha de coca.

Nesta semana termina o prazo para que os países apresentem junto a ONU, sua objeção à proposta boliviana que pede que o consumo da folha de coca deixe de ser proibido pela Convenção de 1961.

Para que a proposta seja derrubada basta que apenas um país vote contra. Além dos Estados Unidos, a Bélgica se opõe. A Colômbia que era contra, deve abster-se.

O governo da Bolívia garante que após a expulsão da agência norte-americana, o país melhorou os balanços anuais de combate às drogas o que é contestado por Washington.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *