Brasília, 21 de novembro de 2018 - 13h09

Amazônia Azul Tecnologias de Defesa é criada ofici

15 de agosto de 2012
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - A Amazônia Azul Tecnologias de Defesa (AMAZUL) foi criada oficialmente com a sanção da Lei 12.706 pela presidente Dilma Rousseff, no dia 9 de agosto. Trata-se de empresa pública que estará vinculada ao Ministério da Defesa e ao Comando da Marinha, com a missão de desenvolver o setor nuclear brasileiro.



De acordo com a Lei que cria a AMAZUL, a empresa vai trabalhar pelo aprimoramento "de tecnologias necessárias às atividades nucleares da Marinha do Brasil e do Programa Nuclear da Marinha (PNM) e da indústria militar naval brasileira, destacando-se a construção de submarinos para a Marinha do Brasil".



Além disso, caberá à AMAZUL, o fomento à implantação de novas indústrias no setor nuclear e auxílio técnico a elas; o estímulo financeiro para atividades de pesquisa na área; a elaboração de estudos e trabalhos de engenharia; a construção de protótipos para o desenvolvimento de submarinos, além de capacitação de pessoal.



Processo



O Ministério da Defesa informou que a AMAZUL foi criada a partir da cisão parcial da Empresa Gerencial de Projetos Navais (Emgepron), que vai transferir os funcionários vinculados às atividades do Programa Nuclear para o quadro da nova estatal.



Também haverá concurso público para o provimento de cargos na estatal, que terá sede em São Paulo e poderá, futuramente, estabelecer escritórios e filiais em outros estados e no exterior.



A estrutura administrativa contará com uma Assembleia Geral, um Conselho de Administração, uma Diretoria Executiva e um Conselho Fiscal, ficando a cargo do estatuto social da empresa a definição da composição, atribuições e funcionamento das entidades associadas.



Uma das preocupações do governo e da Marinha, em especial, diz respeito ao fortalecimento do equipamento naval a partir de recursos humanos e tecnológicos desenvolvidos no Brasil, o que garante maior independência na exploração das atividades nucleares para fins pacíficos.



Em julho de 2008, o governo federal criou o Comitê de Desenvolvimento do PNB, com a função de fixar metas e diretrizes para o programa.



Participaram integrantes de oito ministérios, entre eles o da Defesa, e o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República. Foi no âmbito desse comitê que surgiu a proposta de criação da AMAZUL.



Na Exposição de Motivos Interministerial nº 97, de 20 de março de 2012, os ministérios da Defesa, Fazenda e do Planejamento manifestaram a intenção do governo de construir um submarino com propulsão nuclear, e que se tratava de algo já válido para a criação de uma empresa pública que abrigasse as atividades do PNB.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...