Defesa

Panamá discute prisão de cubanos com 15 países
28/07/2008
Mercosul critica militarização da América do Sul
29/07/2008

Amazônicos criticam IV Frota dos Estados Unidos na

Amazônicos criticam IV Frota dos Estados Unidos na América do Sul

No último dia 16, representantes do Parlamento Amazônico (Parlamaz) firmaram a “Carta de Brasília”, uma declaração em que reforçam a importância do desenvolvimento sustentável na região e consideram a presença da IV Frota da Marinha dos Estados Unidos, uma ameaça para a soberania dos países sul-americanos.

“Manifestamos nossa preocupação pela presença da IV Frota nos mares da América do Sul, o que representa uma verdadeira ameaça à soberania dos povos latino-americanos, e instamos nossos governos, parlamentos e povos amazônicos a pedir explicações ao governo dos Estados Unidos,” afirmam em documento.

Durante o encontro que reuniu parlamentares do Brasil, Bolívia, Colômbia, Suriname e Venezuela, o debate em torno do desenvolvimento sustentável da Amazônia foi dominante.

O Parlamento Amazônico decidiu rejeitar todos os projetos de desenvolvimento ou obras de infra-estrutura que não apresentem estudos de impacto ambiental e as obras que prejudiquem a sustentabilidade do ecossistema e dos povos da região.

Para poder atuar com verdadeiro protagonismo, o Parlamento Amazônico terá de ser fortalecido como instituição política de integração e fórum de debate permanente para a proteção do ecossistema regional, da biodiversidade, dos recursos naturais, dos povos indígenas e dos camponeses que tiram da floresta a própria sobrevivência.

Ainda houve espaço para se discutir as relações entre os governos da Colômbia e Venezuela, tensos desde que Álvaro Uribe decidiu bombardear um acampamento das Farc em território equatoriano, em março passado.

No documento final, Álvaro Uribe e Hugo Chávez são chamados a resolverem suas diferenças através da via diplomática, como forma de se garantir a paz na região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *