Brasília, 15 de novembro de 2018 - 05h24

Estados Unidos

29 de maro de 2005
por: InfoRel
Compartilhar notícia:
O encontro reuniu os presidentes da Venezuela, Hugo Chávez; da Colômbia, àlvaro Uribe; do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e o primeiro-ministro espanhol, José Luiz Rodriguez Zapatero.

O encontro também serviu para se unificar o discurso em torno da integração sul-americana e o compromisso espanhol pela unidade ibero-americana, conforme consta da Declaração de Ciudad Guayana.

Mas, o recado foi, de longe para os Estados Unidos, preocupados com a Venezuela, especificamente com seu presidente, Hugo Chávez. Coube ao colega brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, garantir que a América do sul está bem crescida para cuidar de seus problemas. Ele defendeu abertamente a postura do presidente venezuelano.

Segundo Lula, "nós não aceitamos difamações contra companheiros. Nós não aceitamos insinuações contra companheiros. A Venezuela tem o direito de ser um paà­s soberano, de tomar as suas decisões".

O presidente foi além, afirmando que faria tal declaração em qualquer lugar do mundo. Sem citar a reunião que teve com o Secretário de Defesa dos Estados Unidos, Donald Rumsfeld, Lula disse: "Nós, da América do Sul, somos capazes de cuidar de nossos assuntos".

Além da preocupação com a compra de armamentos e a formação de milà­cias civis para atuarem em defesa do paà­s, o governo Chávez é acusado pelos Estados Unidos de colaborar com a guerrilha colombiana.

De acordo com o presidente brasileiro, "a Venezuela não precisa ser acusada de coisas que, a gente que convive com você, Chávez, sabe que não fazem parte do seu comportamento e do seu pensamento".

Ele aproveitou para tocar numa questão espinhosa e que vem sendo objeto de reportagens e discussões na mà­dia brasileira: o possà­vel financiamento de sua campanha pelas Farc.

Lula lembrou que seus oponentes, em 2002, diziam que ele transformaria o Brasil numa Venezuela e que o PT recebia dinheiro da guerrilha colombiana. "Não tomamos a sério essas denúncias", afirmou.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...