Brasília, 21 de novembro de 2018 - 09h08

América do Sul é estratégica para o Irã

18 de outubro de 2010
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

A América do Sul é considerada estratégica para o governo do Irã que enxerga na região, uma porta de saída para o isolamento internacional, além de uma aliada na luta contra o capitalismo e o sistema global.



É neste contexto que Teerã receberá os presidentes Hugo Chávez, da Venezuela, e Evo Morales, da Bolívia, nos próximos dias.



Para o Irã, a América do Sul padece do mesmo mal: os Estados Unidos.



E para lutar contra os Estados Unidos, Teerã aposta no aprofundamento das relações políticas e comerciais com a região.



Nos últimos cinco anos, as relações do Irã com Bolívia, Brasil, Equador e Venezuela, cresceram a ponto de gerar desconfianças e preocupação em Washington.



Nesta terça-feira, Mahmoud Ahmadinejad recebe Hugo Chávez com quem construiu uma relação “fraternal” e de interesses mútuos.



Será a terceira vez que Chávez desembarca em Teerã. Ahmadinejad já esteve em Caracas várias vezes, a última em 2009.



Venezuela e Irã firmaram neste período, mais de 200 acordos de cooperação que inclui comércio, indústria militar, mineração e assuntos energéticos.



No encontro que terá com Ahmadinejad, Chávez quer firmar um acordo que cria uma companhia conjunta de transporte de petróleo e a construção de centrais petroquímicas.



A chancelaria venezuelana informou que o acordo permitirá à Venezuela, vender mais de 500 mil barris de petróleo aos mercados da Ásia e Europa.



Além disso, a Venezuela quer participar da exploração de petróleo e gás em South Pars, no sul do Irã, considerado a maior reserva do mundo.



Chávez quer aproveitar o vazio deixado pelas multinacionais que abandonaram o Irã depois que o Conselho de Segurança da ONU aprovou mais sanções econômicas contra o país.



Ele também prometeu vender gasolina ao Irã, violando as sanções impostas pela ONU.



O Irã, por sua vez, decidiu substituir todas as empresas que se retiraram do país por companhias da Venezuela e China.



Bolívia



Nos dias 28 e 29 de outubro, será a vez de Evo Morales reunir-se com Ahmadinejad.



Em setembro, a Bolívia apresentou seu primeiro embaixador no país. Um gesto que mostra o interesse em reforçar as relações estratégicas com Teerã.



No início de outubro, uma delegação boliviana acertou os últimos detalhes de um empréstimo de US$ 200 milhões que o Irã concederá.



Irã e Bolívia deverão assinar acordos de cooperação em agricultura, indústria de máquinas, cimento e alimentação.



Além disso, Ahmadinajed está interessado na exploração de recursos naturais na Bolívia, especialmente gás e urânio.


Warning: pg_exec(): Query failed: ERROR: invalid input syntax for integer: "" LINE 1: SELECT * FROM inforel.categoria_noticias WHERE id = ''; ^ in /home/inforel/www/classes/categoria_noticias.php on line 104

Warning: pg_fetch_array() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/inforel/www/classes/categoria_noticias.php on line 106

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...