Política Internacional
23/02/2010
Comunicado Conjunto Brasil – México
24/02/2010

América Latina cria bloco que exclui EUA

América Latina cria bloco que exclui EUA

A Cúpula América Latina e Caribe (CALC), foi concluída nesta terça-feira em Cancún com a aprovação de uma Declaração que cria um bloco regional excluindo-se os Estados Unidos e Canadá.

A Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos dará início às suas atividades em julho de 2011, quando será realizada a próxima Cúpula da CALC, em Caracas.

Não há detalhes sobre como o mecanismo irá substituir Grupo do Rio e CALC, o que poderá acontecer somente em 2012, na Cúpula de Santiago (Chile).

De acordo com o presidente do México, Felipe Calderón, a proposta foi aprovada por consenso após intensas discussões.

O bloco foi criado para impulsionar a integração e promover a agenda regional nos encontros globais.

Honduras ainda não foi incluída na Comunidade, o que deve ocorrer nas próximas semanas.

O novo mecanismo resulta da incapacidade da Organização dos Estados Americanos (OEA), de gerar confiança nas relações da América Latina e Caribe com os Estados Unidos.

Os 25 Chefes de Estado assinalaram que o bloco tem entre seus princípios, a responsabilidade pelo respeito ao direito internacional, a igualdade dos Estados, evitar o uso da força entre seus integrantes e trabalhar pelo meio ambiente regional.

O presidente cubano Raúl Castro comemorou. Cuba integra a Comunidade e em 2009, o país rejeitou decisão da OEA de retornar à organização da qual foi expulsa por influência norte-americana em 1962.

Para o venezuelano Hugo Chávez, o novo bloco nasce para distanciar a América Latina da “colonização norte-americana”.

Sebastián Piñera, presidente eleito do Chile que toma posse em 11 de março, afirmou que não se pode substituir a OEA e o Departamento de Estado norte-americano não acredita nessa possibilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *