Brasília, 15 de outubro de 2018 - 21H42

Política

26 de abril de 2016
por: InfoRel

Brasília - O governo argentino acompanha o desenrrolar da crise política no Brasil com respeito ao processo institucional, afirmou nesta terça-feira, 19, o chefe de gabinete do presidente Mauricio Macri, Marcos Peña. Ele também revelou que o presidente argentino tem mantido diálogo fluido com a presidente Dilma sobre o avanço do processo de impeachment no Congresso brasileiro.



“Seguimos com interesse o que acontece no Brasil. Vamos monitorando o processo por meio das respectivas chancelarias. No final de semana, o presidente conversou com Dilma Rousseff”, explicou Peña. O funcionário da Casa Rosada fez questão de esclarecer que a postura argentina “é sempre a mesma, de respeito ao processo institucional que vive o Brasil, onde as instituições estão funcionando”.



Marcos Peña também foi claro ao afirmar que “corresponde o respeito à institucionalidade, à independência e à autonomia ante o processo político do Brasil”.



O governo argentino não se pronunciou sobre a proposta do Uruguai que preside o MERCOSUL, para que os países membros discutam a possível suspensão do Brasil do bloco por supostamente ferir a Cláusula Democrática prevista no Tratado.



O Paraguai já informou que não firmará nenhum documento com este objetivo por entender que o processo político contra Dilma Rousseff é um tema interno do Brasil.


Assuntos estratégicos

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...