Brasília, 21 de outubro de 2018 - 07h17

Comércio Exterior

16 de junho de 2016
por: InfoRel

Brasília - Para a Argentina, os acordos com a Europa e a Aliança do Pacífico não devem ser vistos como ameaça, mas como oportunidades para o MERCOSUL. A avaliação foi feita nesta quarta-feira, 15, pelo ministro argentino da Produção, Francisco Cabrera. Ele afirmou ainda que esta integração será cuidadosa com os empregos argentinos.



“O governo observa a Aliança do Pacífico, e a Ásia em geral, como uma importante oportunidade e não como uma ameaça para o MERCOSUL. O MERCOSUL tem um desafio, que é a grande oportunidade de relacionamento com um bloco importante”, destacou Cabrera.



O ministro assegurou ainda que a Argentina “tem um compromisso com a integração ao mundo, paulatina e cuidadosa a respeito dos empregos argentinos, mas desde a perspectiva de que não há uma economia normal e competitiva sem integração”, disse.



Francisco Cabrera participou em Buenos Aires, do Seminário “A Convergência MERCOSUL – Aliança do Pacífico”, organizada pela embaixada do Chile. Na oportunidade, o ministro da Produção assinalou que “é importante aprofundar as relações com o México, Colômbia, Peru e Chile porque, além das relações comerciais, são democracias vibrantes, que crescem e defendem os direitos humanos”.



Na sua opinião, a Argentina precisa fortalecer as relações com países que têm perspectivas estratégicas semelhantes as suas e lembrou que o presidente Mauricio Macri visitou primeiro o Brasil, mas no mesmo dia esteve também no Chile. Por outro lado, desatcou as visitas à Argentina dos presidentes dos Estados Unidos, Itália e França, confirmando a importância do país e de sua nova orientação política.



Macri participa da versão altino-americana do Fórum Econômico Mundial



O presidente da Argentina, Mauricio Macri, participa a partir desta quinta-feira, 16, na Colômbia, do Fórum Econômico de Medellín, versão latino-americana do evento realizado anualmente na Suiça. Ele chegou à Colômbia nesta quarta, 15, para uma série de reuniões em Bogotá.



Macri manteve reunião bilateral com o colega colombiano Juan Manuel Santos com quem tratou de temas comuns, especialmente o aprofundamento das relações econômicas e comerciais.



O Fórum Econômico de Medellin será realizado nos dias 16 e 17 e contará também com a presença dos presidentes da Guatemala, Jimmy Morales, e da República Dominicana, Danilo Medina.



Nesta reunião, a Argentina buscará uma maior aproximação com a Aliança do Pacífico, bloco ao qual o país acaba de ser aceito como observador.


Assuntos estratégicos

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...