Mundo

Cooperação
29/06/2016
Crise Política
29/06/2016

Crise Humanitária

Argentina pode receber refugiados sírios e centro-americanos

Brasília – A ministra de Relações Exteriores da Argentina, Susana Malcorra, afirmou nesta quarta-feira, 29, que o país poderá receber refugiados sírios e cidadãos dos países centro-americanos. Buenos Aires aguarda uma resposta dos Estados Unidos e da União Europeia sobre se ajudarão financeiramente nesta operação.

Malcorra revelou que tem conversado com autoridades norte-americanas e europeias sobre esta ajuda que facilitaria a recepção dos refugiados. Segundo ela, “o governo não pode fazer algo para o qual não conta com os recursos necessários”. “Estamos trabalhando para recebê-los, um contingente da Síria e um grupo da América Central”, confirmou.

A declaração foi feita junto à funcionários do ACNUR por ocasião do Dia Internacional do Refugiado. De acordo com Susana Malcorra, “a decisão argentina é uma forma de dizer ao mundo que todos temos uma quarta-parte de responsabilidade e possibilidade para responder”. Ela também se disse alarmada com o aumento da xenofobia em todo o mundo.

Há cerca de 15 dias, a ministra de Relações Exteriores da Argentina percorreu um campo de refugiados libanês no Vale do Bekaa, distante apenas 10 km da fronteira síria. A região também abriga a maior comunidade de descendentes brasileiros que vivem no Líbano.

O representante do ACNUR para a América Latina, Xavier Samaniego, destacou “a forte liderança da Argentina no respaldo a favor dos refugiados”. Ele anunciou ainda que no dia 19 de setembro se realizará uma reunião de alto nível sobre o tema convocada pela Assembleia Geral da ONU. Entre os temas a serem discutidos estão o fechamento de fronteiras e os discursos negativos e restritivos adotados por vários países.

Segundo dados do ACNUR, em 2015 se chegou ao recorde de 12 milhões de deslocados internos e externos. Hoje, um em cada 113 habitantes do planeta vive nesta situação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *