Defesa

Diplomacia Militar
30/11/2016
História
02/12/2016

Diplomacia Militar

Arsenal de Marinha recebe visita de comitiva do Paraguai

Brasília – O Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro (AMRJ) recebeu, em 17 de novembro, a visita de uma comitiva da Escola de Comando e Estado-Maior (ECEMA) da Armada do Paraguai. O Chefe de Estudos da ECEMA, Capitão de Corveta Miguel Nasser Suleimen Salun Arce, e nove Oficiais-Alunos foram recebidos com uma apresentação sobre os aspectos históricos, as principais atividades desenvolvidas e as capacidades do AMRJ.

Após a recepção, os integrantes da comitiva percorreram as instalações do Arsenal, acompanhados pelo Vice-Diretor Industrial, por Gerentes e por Assessores do AMRJ, quando tiveram a oportunidade de aprofundar os conhecimentos sobre o funcionamento de um estaleiro naval.

O Chefe de Estudos e os Oficiais-Alunos visitaram a Oficina de Hidráulica, Pneumática e Controles, a Escola Técnica do Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro e os Diques Almirante Jardim e Santa Cruz, onde receberam uma breve instrução sobre processos de manutenção de navios de superfície e submarinos.

Oficiais-Alunos da ECEMA do Paraguai visitam a Força de Submarinos

No dia 18 de novembro, o Chefe de Estudos da Escola de Comando e Estado-Maior da Armada Paraguaia (ECEMA), Capitão de Corveta Miguel Nasser Suleimen Salum Arce, acompanhado por oito Oficiais-Alunos da instituição e um Oficial-Aluno do Exército da República da Coréia, conheceram a Força de Submarinos (ForS). A viagem de instrução apresentou aos participantes como está estruturada e organizada a Marinha do Brasil, bem como a ForS e seus meios subordinados.

Após serem recebidos pelo Comandante do Centro de Instrução e Adestramento Almirante Átilla Monteiro Aché (CIAMA), os visitantes assistiram ao vídeo institucional da ForS, no auditório dessa organização militar.

Na sequência, foram apresentados à comitiva dois dos principais simuladores utilizados pela Marinha do Brasil (MB) no adestramento de oficiais e praças submarinistas em seus cursos de especialização: o Treinador de Ataque (TA) e o Treinador de Imersão (TI).

No Centro Hiperbárico, a comitiva da ECEMA percorreu as câmaras e demais locais que compõem a instalação, considerada referência na área de mergulho em grandes profundidades no País. Na última etapa da visita, o grupo esteve a bordo do Submarino “Timbira” e do Navio de Socorro Submarino “Felinto Perry”, bem como no Grupamento de Mergulhadores de Combate (GRUMEC), onde conheceram os principais equipamentos dessa unidade de Forças Especiais da MB.

Ao término da atividade, o Chefe de Estudos da ECEMA ressaltou que “a visita foi excelente oportunidade para que os Oficiais da ECEMA pudessem obervar in loco, não só como a ForS emprega seus meios operativos, mas como essa organização militar centenária dedica-se intensamente no adestramento e aperfeiçoamento de seu pessoal”, disse o Comandante Salum.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *