Opinião

Ministro reconhece vulnerabilidades nas Forças Arm
26/07/2010
Nicarágua discute criação da CELAC com Brasil
27/07/2010

As loucuras de Chávez

As loucuras de Chávez

Fabio Pereira Ribeiro

O mundo fica abismado toda vez que Hugo Chávez faz seus pronunciamentos.

Loucuras à parte, a Venezuela se coloca em um cenário de posição conflituosa, e não favorece o diálogo, não busca os interesses em equilíbrio com a questão geopolítica e de relações internacionais na América Latina, e ainda se coloca contraria as percepções de segurança internacional e paz mundial.

Hugo Chávez, mais uma vez demonstra sua loucura com a seguinte afirmação: “acredito que os movimentos armados na Colômbia deveriam reconsiderar sua estratégia armada (…) não há condições na Colômbia para que eles possam tomar o poder”.

Como um chefe de Estado incita a violência, a guerra?

Independente de suas relações conflituosas com a Colômbia, e na verdade sem sentido efetivo, alimenta e provoca o combate.

Nós latino-americanos não podemos aceitar isso, independente de quem está certo na posição entre Colômbia e Venezuela, a percepção de insegurança que ronda constantemente a América Latina deve ser rechaçada.

O mais engraçado, que o contexto das afirmações mostra o quanto ainda temos pessoas perdidas em um tempo passado, que não enxergam evolução do ser humano, e principalmente das sociedades, que imaginam que tudo deve ser à base da violência, e não da diplomacia e do diálogo.

Existem venezuelanos e colombianos que ainda vivem na década de 60, e esqueceram que seus povos passam fome, não tem sorte para se expressarem, não tem acesso a nada, e ainda na insanidade política apóiam veementes loucuras como de Hugo Chávez.

Colômbia e Venezuela vivem em grandes farsas, sejam os colombianos aliados profundos e até carnais com os Estados Unidos, e sem contar sua grande indústria narcotraficante, e os venezuelanos que acham que sua produção de petróleo pode colocar sua posição como liderança mundial, além de apoiarem por bem ou por mal loucuras e absurdos políticos de um senhor Hugo Chávez.

Para nós brasileiros, um senhor Hugo Chávez na América Latina atrapalha o processo democrático, e traz para perto o fantasma ditatorial e lunático de países que ainda vivem no atraso, na falta de perspectiva econômica e social, e principalmente em alimentar a ignorância do povo.

Loucuras à parte espero que nossos futuros governantes não alimentem parcerias com pessoas que realmente podem levar a América Latina, e principalmente o Brasil para o atraso.

Fabio Pereira Ribeiro é Diretor de Marketing e Relações Internacionais da UNIMONTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *