Brasília, 19 de dezembro de 2018 - 02h21

Política

10 de janeiro de 2017
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - A Assembleia Nacional da Venezuela declarou nesta segunda-feira, 9, o abandono do cargo pelo presidente Nicolás Maduro e a oposição iniciará nesta terça-feira, 10, a convocação de marchas exigindo a saída do governante. Controlado pelo regime chavista, o Tribunal Supremo de Justiça (TSJ), não reconhece a decisão parlamentar.



De acordo com o documento aprovado pela Assembleia Nacional, a atuação de Maduro está à margem das funções constitucionais da Presidência, “sendo ele o responsável pela grave ruptura da ordem constitucional”. O novo presidente da AN, Julio Borges, afirmou que “aprovado o abandono do cargo por Nicolás Maduro, se exige uma saída eleitoral para a crise venezuelana para que o povo se expresse através do voto”.



Para aprovar a medida eram necessários 84 votos, mas a proposta conquistou 106. No documento aprovado, fica definido que “a única forma de resolver os graves problemas que aflingem o país é devolver o poder ao povo da Venezuela e, portanto, convocar eleições livres e plurais”.



Para o líder da bancada governista, Héctor Rodríguez, trata-se de um “ato rídiculo que não terá nenhum efeito jurídico ou político”. Segundo ele, “é uma ação inútil que não passa de mais uma tentativa de golpe de Estado. Não serão com esses atos rídiculos, ilegais, inconstitucionais que vamos resolver os problemas dos venezuelanos”, afirmou.



A ex–deputada Maria Corina Machado, líder do movimento Vente Venezuela, cobrou firmeza e valentia para que as pessoas saiam as ruas e cobrem a saída de Maduro. ‘É hora de tirar o ditador e as suas máfias da Venezuela”, afirmou.



Para o dia 23 de janeiro, o governador de Miranda, Henrique Capriles, convocou uma marcha para exigir a realização de eleições. Segundo ele, 80% dos venezuelanos rejeitam o governo de Maduro.



Numa tentativa de estancar a crise política, o presidente anunciou nesta segunda-feira, 9, um aumento de 50% no salário mínimo, o quinto em 12 meses. No mercado negro, o novo salário que irá vigorar a partir de 15 de janeiro poderá chegar aos US$ 36.



Anualizado, o incremento salarial alcançaria 536%, mas estaria ainda muito distante de competir com a alta nos preços dos produtos básicos. Além disso, o FMI estima que a inflação em 2016 tenha fechado em 700%. 


Assuntos estratégicos

Senado aprova projeto de combate ao Terrorismo e à lavagem de dinheiro

Senado aprova projeto de combate ao Terrorismo e à lavagem de dinheiro

Brasília – O Senado aprovou nesta quarta-feira, 12, o projeto de lei da senadora Ana...
Foz do Iguaçu terá sistema pioneiro de migração fronteiriça

Foz do Iguaçu terá sistema pioneiro de migração fronteiriça

Brasília - A fronteira de Foz do Iguaçu com a Argentina será a primeira do...
Aprovado projeto que permite a expulsão de estrangeiros acusados de Terrorismo

Aprovado projeto que permite a expulsão de estrangeiros acusados de Terrorismo

Brasília – O Projeto de Lei que proíbe a concessão de visto e determina a...
Brasil quer entrar no mercado mundial de lançamentos de satélites

Brasil quer entrar no mercado mundial de lançamentos de satélites

Brasília – O governo federal, por meio da Agência Espacial Brasileira (AEB) quer...
Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

O Senado do Paraguai postergou para março de 2019 a análise de três projetos de...
Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Na última terça-feira, 4, a governadora do Paraná, Cida Borghetti, e o ministro...
Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasília – O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu nesta...
Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Brasília - O governo do Paraguai intensificou o combate das ramificações das...
Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Brasília - O Brasil vai instalar três radares aéreos para o controle de voos de...
Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Brasília - O governo brasileiro encaminhou ao Congresso Nacional a Medida Provisória...