Relações Exteriores

Presidente brasileira avalia situação do Haiti e H
22/02/2011
`Relação com a China é cada vez mais importante pa
22/02/2011

Ativistas iranianos cobram postura do Brasil

Ativistas iranianos cobram postura do Brasil

A Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados realizou nesta terça-feira, audiência pública com a presença dos ativistas iranianos Hadi Ghaemi e Parvin Ardalan, que cobraram ações concretas do Brasil em relação as violações cometidas pelo governo do Irã.

Os dois criticaram a postura adotada pelo ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva e se disseram desapontados com a política exterior do Brasil nos últimos dois anos.

Eles pediram para que o Brasil co-patrocine uma resolução que será votada no dia 28 na Comissão de Direitos Humanos das Nações Unidas. A proposta pretende instituir o monitoramento externo da situação iraniana.

Não está descartado o envio de um grupo de parlamentares brasileiros ao Irã para conhecer a realidade local.

De acordo com os ativistas, apenas no ano passado, 542 iranianos foram executados pelo regime dos aiatolás. A cada 8h uma pessoa é enforcada no Irã.

Para Parvin Ardalan, “o governo brasileiro não deve ouvir apenas o que diz o governo, mas também a sociedade iraniana”.

Nesta quarta-feira, os dois se reúnem com o assessor internacional da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia e assessores da ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário. Na quinta-feira, discutem a posição do Brasil no CDH com a embaixadora Vera Machado, Subsecretária Política do ministério de Relações Exteriores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *