Mundo

Política
21/06/2017
Geopolítica
21/06/2017

Política

Aumenta a crise na Venezuela com a renúncia do Secretário do Conselho de Defesa

Brasília – A renúncia do major-general Alexis López Ramírez ao cargo de Secretário do Conselho de Defesa da Venezuela, fez aumentar ainda mais a crise política e as tensões naquele país. O Conselho de Defesa é o órgão máximo consultivo do governo venezuelano. Ramírez discorda do processo de Constituinte convocado pelo presidente Nicolás Maduro e dos rumos que o país vai tomando com a onda de violência que já matou 70 pessoas.

Alexis López Ramírez também acumulava o cargo de Secretário do Conselho de Estado da Venezuela desde 7 de julho de 2014 por decisão do presidente antes havia sido Comandante-Geral do Exército. Ele também está preocupado com a prisão de mais de 20 militares que se opõem às políticas de Maduro.

O militar já havia sido chefe da Casa Militar do ex-presidente Hugo Chávez com participou da fracassada tentativa de golpe de Estado em 1992 contra o então presidente Carlos Andrés Pérez.

O Artigo 323 da Constituição da Venezuela diz que o Conselho de Defesa da Nação é "o órgão máximo de consultoria para o planejamento e assessoria do Poder Público nos assuntos relacionados com a defesa da nação, a sua soberania e a integridade de seu espaço geográfico".

A Assembleia Nacional Constituinte, convocada por Nicolás Maduro no último dia 1º de maio, tem como objetivo redigir uma nova Carta Magna para substituir a atual. Na prática, trata-se de uma estratégia para desconhecer completamente a atual Assembleia Nacional de maioria oposicionista, além de ganhar tempo no poder sem a realização de eleições municipais, estaduais e federal.

Caso tenha êxito em sua estratégia, Maduro prevê a eleição dos mais de 500 representantes da Assembleia Constituinte para o próximo dia 30 de julho. O texto que eles vierem a aprovar deverá ser submetido a um referendo para a sua ratificação e inserção à nova Constituição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *