Mundo

Diplomacia & Negócios
26/02/2016
Desastres Naturais
01/03/2016

Energia

BID, Banco Mundial, CAF e CEPAL discutem crise do petróleo na Bolívia

Brasília – Representantes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Banco Mundial, Corporação Andina de Fomento (CAF) e da Comissão Econômica da América Latina e Caribe (CEPAL), discutem no dia 2 de março, em La Paz, os efeitos da crise do petróleo em reunião na Bolívia. A queda nos preços do produto tem afetado diretamente países como Brasil, Bolívia, Equador e Venezuela, principalmente.

De acordo com o ministro de Planejamento e Desenvolvimento do país, René Orellana, a delegação será integrada por especialistas, analistas e diretores dessas instituições, com o propósito de debater os temas relativos aos hidrocarbonetos e a economia no contexto internacional. 

Orellana confirmou ainda que o grupo terá reunião reservada com o presidente Evo Morales e o vice-presidente Álvaro Garcia Linera, além dos membros da equipe econômica e do setor energético, daquele país. Um dos desafios do grupo é definir com os países produtores de hidrocarbonetos, a estabilidade nos preços do petróleo e gás natural para os próximos anos.

Na oportunidade, as autoridades bolivianas apresentarão um projeto-marco com critérios, propostas, experiências e observações para o cenário global no período 2020 – 2025. Orellana reconheceu as críticas feitas pelo governo boliviano ao Banco Mundial por suas receitas que fracassaram nos últimos anos e revelou ainda que o Fundo Monetário Internacional (FMI) não foi convidado a participar do encontro justamente pela forma como atua em relação à crise, especialmente em relação aos países em desenvolvimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *