Brasília, 22 de fevereiro de 2019 - 04h26

Bolívia: comandante declara antiimperialistas as F

13 de janeiro de 2012
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - O Comandante das Forças Armadas da Bolívia, general Tito Gandarillas, declarou a instituição "antiimperialista e anticapitalista". Segundo ele, "temos que ser anticolonialistas, antiimperialistas e anticapitalistas porque isso nos provocou muitos danos".



Na sua avaliação, o país não pode permitir que "venham outras potências e decidam por nós, isso é impossível".



Tito Gandarillas assumiu o posto na semana passada e respaldou as declarações feitas pelo anterior comandante do Exército, general Antonio Cueto que em 2010 declarou as Forças Armadas da Bolívia como socialistas.



Foi durante a cerimônia de comemoração dos 200 anos do Exército boliviano. Segundo ele, "nos declaramos antiimperialistas, porque na Bolívia não deve existir nenhum poder externo que se imponha. Queremos e devemos atuar com soberania e viver com dignidade".



Por sugestão do presidente Evo Morales, as Forças Armadas da Bolívia estrearam o lema "Pátria ou Morte: venceremos", vinculado à revolução cubana e ao guerrilheiro Che Guevara.