Agenda

Diplomacia
27/06/2016
Integração
27/06/2016

Gás e Petróleo

Bolívia conta com Brasil para consolidar integração energética

Brasília – O governo da Bolívia conta com o interesse e o compromisso do Brasil para consolidar a integração energética. De acordo com o ministro de Hidrocarbonetos, Luis Alberto Sánchez, “o ministro Fernando Coelho Filho, de Minas e Energia, manifestou que dará todo o seu apoio para que as relações entre Bolívia e Brasil nas áreas de hidrocarbonetos e eletricidade continuem com a maior celeridade para reforçar a complementariedade, irmandade, comércio e integração energética entre os dois países”.

Na última quinta-feira, 23, Sánchez e Coelho se reuniram em Brasília. O ministro boliviano revelou que o Brasil expressou “sua firme decisão de ampliar o contrato de gás natural a partir de 2019, além de concretizar a sociedade em torno da planta petroquímica de Tres Lagunas, que permitirá garantir a comercialização de ureia desde a fábrica de fertilizantes de Bulo Bulo”, explicou.

Além disso, a Bolívia destinará gás natural para a termoelétrica Mario Covas, onde se estabeleceu uma oportunidade de manter um novo ponto de entrega do gás boliviano, Cuiabá, buscando melhores condições, mas respeitando o atual contrato. Nas próximas semanas, os dois países devem firmar ainda um contrato de exploração de áreas com grande potencial hidrocarborífico em San Telmo e Astillero, ambas no Departamento de Tarija.

No setor elétrico, Brasil e Bolívia decidiram seguir com as negociações envolvendo a Empresa Nacional de Eletricidade (ENDE) e a Eletrobras, principalmente quanto ao projeto binacional do Rio Madeira. “O ministro Fernando Coelho manifestou seu interesse de continuar com os acordos para os estudos de viabilidade das hidroelétricas nacionais, considerando os importantes investimentos que a Bolívia está realizando neste setor”, concluiu Sánchez.

As duas partes devem voltar a reunir-se em Santa Cruz de la Sierra, no IV Congresso de Gás e Petróleo que será realizado nos dias 12 e 13 de julho. Nesta quinta-feira, 23, a Bolívia também empossou seu novo embaixador em Brasília depois de quase dois anos sem um chefe de missão. José Kinn Franco entregou suas cartas credenciais ao presidente Michel Temer e reforçou o interesse boliviano em fortalecer as relações com o Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *