Destaque

Ministro destaca modelo de desestatização da Eletrobras em Nova Iorque
21/11/2017
Oportunidade de negócios no agro brasileiro desperta interesse de israelenses
21/11/2017

Bolívia descarta déficit na produção de gás para o mercado interno e exportação

Brasília – O ministro de Hidrocarbonetos da Bolívia, Luis Alberto Sánchez, desmentiu as declarações feitas por Hugo Del Granado, ex-membro do governo boliviano, d que há déficit na produção de gás natural necessário para abastecer o mercado interno e as exportações para Argentina e Brasil.

“É importante que o senhor Granado diferencie os conceitos do que é produção, capacidade de processamento e volumes de gás. A produção de gás natural está em função das nominações do mercado, porque não há sentido em produzir mais do que se necessita. A capacidade de processamento é um conceito diferente. A Bolívia tem capacidade de processar mais de 105 bilhões de metros cúbicos diários. Além disso, temos grande capacidade de produção de poços sem interconectar ao sistema de processamento.

Hugo Del Granado foi diretor-geral do ministério de Hidrocarbonetos entre 2001 e 2002 e vice-presidente da estatal YPFB durante o período de sua privatização, entre 1998 e 2001, nos governos de Hugo Banzer, e Jorge Quiroga.

Segundo Sánchez, “quando ele foi vice-presidente de YPFB, privatizaram os recursos naturais, o gás não era dos bolivianos, a produção média era de 14 milhões de metros cúbicos diários, a renda petroleira em seu melhor momento chegou aos US$ 200 milhões, eram infímas as conexões de gás domiciliar e o Estado sequer considerava o GNV. Nos últimos onze anos, a renta petroleira chegou aos US$ 33 bilhões, 3,5 milhões de pessoas tiveram acesso ao gás e o país entrou na era da industrialização”, explicou.

Luis Alberto Sánchez acrescentou ainda que a posição estratégica da Bolívia e o seu nível de investimentos e produção fizeram com que o país sediasse a Reunião de Ministros de Energia e Hidrocarbonetos do G-77, da Reunião de Ministros da OLADE e da Cúpula Presidencial de Chefes de Estado do Fórum de Países Exportadores de Gás, que se realiza em Santa Cruz de la Sierra, nesta semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *