Agenda

Democracia
09/12/2015
Cooperação
09/12/2015

Crime Organizado

Bolívia e Brasil realizam operações simultâneas contra o narcotráfico

Brasília – O ministro de Governo da Bolívia, Carlos Romero, informou nesta segunda-feira, 7, que a Polícia Federal do Brasil realiza operações simultâneas contra o narcotráfico e o crime organizado nas zonas de fronteira entre os dois países. Segundo ele, “estamos realizado operações conjuntas bastante rigorosas e agressivas contra o narcotráfico, principalmente nas regiões de Puerto Suárez e San Matías, em coordenação com a Polícia Federal brasileira”.

De acordo com o ministro, as operações consistem em cortar os circuitos de trânsito de droga e fechar as vias de escape tanto em território boliviano como brasileiro. Romero adiantou ainda que as operações “surpresa” continuarão com o Brasil e também com o Peru.

“Estamos golpeando de maneira simultânea em distintas localidades cortando circuitos de escapatória para que o plano seja absolutamente exitoso”, explicou. Apenas nos últimos dez dias, duas toneladas de maconha e meia tonelada de cocaína foram apreendidas.

As operações resultaram ainda na apreensão de 50 pessoas vinculadas ao narcotráfico e outras 160 ao microtráfico. As autoridades bolivianas estimam que as operações com o Brasil tenham provocado um prejuízo de pelo menos US$ 6 milhões às organizações criminosas.

O ministro de Governo da Bolívia, Carlos Romero, informou nesta segunda-feira, 7, que a Polícia Federal do Brasil realiza operações simultâneas contra o narcotráfico e o crime organizado nas zonas de fronteira entre os dois países. Segundo ele, “estamos realizado operações conjuntas bastante rigorosas e agressivas contra o narcotráfico, principalmente nas regiões de Puerto Suárez e San Matías, em coordenação com a Polícia Federal brasileira”.

De acordo com o ministro, as operações consistem em cortar os circuitos de trânsito de droga e fechar as vias de escape tanto em território boliviano como brasileiro. Romero adiantou ainda que as operações “surpresa” continuarão com o Brasil e também com o Peru.

“Estamos golpeando de maneira simultânea em distintas localidades cortando circuitos de escapatória para que o plano seja absolutamente exitoso”, explicou. Apenas nos últimos dez dias, duas toneladas de maconha e meia tonelada de cocaína foram apreendidas.

As operações resultaram ainda na apreensão de 50 pessoas vinculadas ao narcotráfico e outras 160 ao microtráfico. As autoridades bolivianas estimam que as operações com o Brasil tenham provocado um prejuízo de pelo menos US$ 6 milhões às organizações criminosas.

O ministro de Governo da Bolívia, Carlos Romero, informou nesta segunda-feira, 7, que a Polícia Federal do Brasil realiza operações simultâneas contra o narcotráfico e o crime organizado nas zonas de fronteira entre os dois países. Segundo ele, “estamos realizado operações conjuntas bastante rigorosas e agressivas contra o narcotráfico, principalmente nas regiões de Puerto Suárez e San Matías, em coordenação com a Polícia Federal brasileira”.

De acordo com o ministro, as operações consistem em cortar os circuitos de trânsito de droga e fechar as vias de escape tanto em território boliviano como brasileiro. Romero adiantou ainda que as operações “surpresa” continuarão com o Brasil e também com o Peru.

“Estamos golpeando de maneira simultânea em distintas localidades cortando circuitos de escapatória para que o plano seja absolutamente exitoso”, explicou. Apenas nos últimos dez dias, duas toneladas de maconha e meia tonelada de cocaína foram apreendidas.

As operações resultaram ainda na apreensão de 50 pessoas vinculadas ao narcotráfico e outras 160 ao microtráfico. As autoridades bolivianas estimam que as operações com o Brasil tenham provocado um prejuízo de pelo menos US$ 6 milhões às organizações criminosas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *