Relações Exteriores

UNASUL vai investir US$ 10 milhões na integração
19/03/2012
Cooperação
19/03/2012

Bolívia e Colômbia terão Centro de Inteligência Bi

Bolívia e Colômbia terão Centro de Inteligência Bilateral

Brasília – Os governos da Bolívia e da Colômbia decidiram criar um Centro de Inteligência bilateral para atuar no combate e redução da insegurança pública nos dois países. Bolívia e Colômbia não têm fronteira comum.

De acordo com o ministro de Governo da Bolívia, Carlos Romero, este Centro de Inteligência vai permitir o intercâmbio dinâmico de informações, principalmente sobre fluxos migratórios e narcotráfico.

A Bolívia pretende valer-se da experiência colombiana para controlar melhor as fronteiras do país e tirar vantagem delas para aumentar o seu comércio.

Este será um dos temas prioritários para os dois países e foi acertado no recente encontro dos presidentes Evo Morales e Juan Manuel Santos, que em La Paz celebraram os 100 anos das relações diplomáticas entre Bolívia e Colômbia.

Na primeira semana de abril, antes da Cúpula das Américas que acontece em Cartagena de Índias, os ministros do Interior e da Defesa da Bolívia irão à Colômbia para conhecer as medidas adotadas naquele país e que resultaram na redução drástica da violência e da delinqüência.

Atualmente, a Polícia Nacional da Colômbia é a segunda da região em credibilidade. Para se ter uma idéia, enquanto se roubam sete veículos na Colômbia, 40 são roubados no Chile.

A Colômbia investiu em capacidade técnica operacional com a aplicação de tecnologias e métodos criativos de combate à insegurança pública.

A América Latina concentra 10% do total da população mundial e registra 27% dos delitos registrados em todo o mundo.

Recentemente, a Bolívia decidiu incluir as Forças Armadas na luta contra a insegurança pública nas cidades de La Paz, El Alto, Cochabamba e Santa Cruz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *