Brasília, 17 de outubro de 2018 - 12h19

Integração Regional

19 de agosto de 2016
por: InfoRel

Brasília - Em meio à crise que atinge o MERCOSUL, o governo boliviano tem pressa em ver o Protocolo de Adesão como membro pleno ser ratificado pelo Congresso brasileiro. Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela já ratificaram o tratado que sequer foi enviado à Câmara dos Deputados.



La Paz acredita que superada a crise política com o impeachment da presidente Dilma Rousseff, o Congresso retomará suas atividades normais e serão criadas as condições para que o Protocolo seja enviado à Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara, por onde inicia o processo de tramitação.



De acordo com o vice-ministro de Comércio Exterior, Clarems Endara, a expectativa boliviana é que o Protocolo esteja ratificado ainda no primeiro semestre de 2017.



A partir da ratificação pelo Brasil, a Bolívia terá quatro anos para internalizar todas as normas, resoluções e tratados do MERCOSUL confirmando sua condição de membro pleno.



Em relação à crise em torno da presidência pro tempore do MERCOSUL, a Bolívia apoia a Venezuela. O alinhamento de La Paz com Caracas pode inclusive servir de argumento para que o processo seja ainda mais lento no Congresso brasileiro.


Assuntos estratégicos

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...