Mundo

Economia Regional
03/03/2016
Integração Política
03/03/2016

Integração Energética

Bolívia irá exportar energia elétrica para a Argentina

Brasília – Nesta quarta-feira, 2, o ministro de Hidrocarbonetos da Bolívia, Luis Alberto Sánchez, esteve em Buenos Aires para fechar um acordo de exportação de energia elétrica para a Argentina. Na oportunidade, ele se reunirá com o ministro de Energia e Minas, Juan José Aranguren. De acordo com a chancelaria boliviana, Sánchez entregará uma proposta formal de acordo ao colega argentino.

Informações da Empresa Nacional de Eletricidade (ENDE), revelam que a proposta boliviana incluirá possíveis volumes de exportação, prazos e preços de venda com base nos custos de geração, transmissão e recuperação deste investimento.

No dia 10 de fevereiro, os dois ministros e o presidente da Energia Argentina S.A (ENARSA), Hugo Balboa, se reuniram na cidade de Santa Cruz de la Sierra para dar início às negociações em torno da integração energética binacional.

“Hoje, estamos negociando a possibilidade de integrar-nos energeticamente, de construir uma linha que una Bolívia e Argentina e estudar a viabilidade técnica para a construção de hidroelétricas e termoelétricas em conjunto”, afirmou Sánchez.

No dia 24 de fevereiro, o presidente da ENDE, Eduardo Paz, revelou que a Bolívia tem a capacidade de exportar até 400 megawatts de energia elétrica, sendo que 160 megawatts poderão ser entregues à Argentina de forma imediata, sendo fornecida pela termoelétrica do Sul, localizada em Tarija, fronteira com a Argentina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *