Brasília, 25 de maio de 2019 - 09h24

Energia

05 de julho de 2016 - 19:02:11
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - O governo boliviano através da estatal Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB), anunciou que normalizou a entrega de gás natural ao Brasil e à Argentina após os trabalhos de manutenção no Campo Margarita. O presidente da YPFB, Guillermo Achá, explicou que a suspensão na entrega do produto deu-se apenas nos dias 29 e 30 de junho.



Segundo ele, a suspensão temporária foi devidamente informada aos governos brasileiro e argentino e normalizadas no marco das condições contratuais. Em maio, a Argentina recebeu 19,3 milhões de metros cúbicos diários de gás, o previsto em contrato. A Bolívia discute agora o incremento de mais 6,7 milhões de metros cúbicos para a Enarsa, companhia argentina.



O gás natural adicional sairá das unidades de Incahuasi, no Campo Ipati Aquio, a partir de agosto. Para o Brasil, o aumento na exportação de gás natural segue em negociação e deve ter um desfecho apenas após a conclusão do processo de impeachment contra a presidente afastada Dilma Rousseff.