Relações Exteriores

Integração Regional
20/12/2015
Relações bilaterais
20/12/2015

Economia

Brasil apoia avanços em comércio no âmbito do Mercosul

Marcelo Rech, especial de Assunção

O ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, reconheceu neste domingo, 20, os avanços conquistados na presidência pro tempore paraguaia do Mercosul quanto aos acordos de comércio regionais. Ele saudou de forma especial, a realização da 25ª Reunião Extraordinária da Comissão Administradora do Acordo de Complementação Econômica Mercosul – Chile (ACE-35), em que se aprovou a atualização de seu regime de origem.

Além disso, destacou também, os trabalhos que permitiram concluir o Acordo Mercosul – Colômbia sobre Serviços, após seis anos de negociação. “Trata-se de importante passo para a ampliação temática de nossa relação econômico-comercial, o qual favorecerá a circulação de bens e de pessoas, bem como a internacionalização de nossas empresas”, afirmou o ministro.

Mauro Vieira também agradeceu ao Governo da Venezuela pela disposição manifestada de realizar reunião da Comissão Administradora do ACE-59 no início do próximo ano.

“Devemos, ainda, seguir trabalhando para promover o aprofundamento dos entendimentos entre Mercosul e Peru. A Comissão Administradora do ACE-58 é um foro fundamental para promover a dinamização da relação econômico-comercial de nossos países com esse importante parceiro andino, por meio da ampliação da cobertura do acordo e da aceleração de cronogramas de desgravação tarifária”, explicou.

Mauro Vieira acredita ainda que para reforçar o processo de integração da região, é igualmente importante dar continuidade aos esforços de aproximação do Mercosul a Aliança do Pacífico. Segundo ele, “precisamos desconstruir o discurso equivocado de rivalidade entre os dois blocos. Estamos unidos, como se sabe, por ampla rede de acordos comerciais, alguns dos quais completarão em breve duas décadas”, defendeu.

“Ainda no âmbito da região, o Brasil apoia avanços nas negociações com Cuba e com o Sistema de Integração Centro-Americano, o SICA e estamos confiantes no empenho da Venezuela, nosso quinto sócio, e da Bolívia, em processo de adesão. Contem com a colaboração do Brasil para o que for necessário”, assegurou o chanceler.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *