Presidente destaca processo de modernização do Exé
20/04/2013
Diplomacia
20/04/2013

Cooperação

Brasil busca garantias humanitárias para haitianos no Acre

Brasília – O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, fez um balanço, nesta quinta-feira, 18, em Brasiléia, das ações desenvolvidas pela força-tarefa do governo federal, coordenada pelo MJ, em parceria com os governos estadual e municipal, para promover ajuda humanitária e a regularização dos mais de 1.300 imigrantes que se encontram na cidade acreana, fronteira do Brasil com a Bolívia. Cardozo afirmou que o governo vai continuar buscando meios de garantir dignidade aos imigrantes.

Segundo ele, “o Brasil vive um momento de prosperidade e atrai muitos estrangeiros. Isso exige que o poder público crie políticas de migração inteligentes e efetivas. É preciso criar meios para que os imigrantes cheguem com vistos e em diferente pontos do território nacional, num fluxo ordenado e legal”.

A força-tarefa cadastrou todos os imigrantes, num total de 1.315, a maioria homens de 18 a 25 anos. Na quinta-feira, 18, a reforma do abrigo, onde estavam alojados 850 haitianos foi iniciada.

Os haitianos foram removidos provisoriamente para a Escola Estadual Kairala José Kairala (mulheres, criança, núcleos familiares e pessoas com deficiência) e para o ginásio poliesportivo da cidade (homens) pela Defesa Civil federal e estadual.

De acordo com o ministério da Justiça, em cinco dias de trabalho de força-tarefa, foram aplicadas 2.477 doses de vacinas em 1.020 imigrantes contra febre amarela, hepatite, tétano e difteria e feitos 340 exames de DSTs (HIV, hepatite B e sífilis), por adesão voluntária. Duas pessoas continuam internadas com pneumonia. Já foram emitidos 936 CPS pela Receita Federal e 1.132 Carteiras de Trabalho pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Após o balanço das ações desenvolvidas pela força-tarefa, Cardozo visitou os alojamentos provisórios e as unidades de saúde, que receberam duas toneladas e meia de medicamentos do governo federal.

A diminuição do número de imigrantes tem se intensificado nos últimos dias, em parte por ações de encaminhamento profissional. No momento, empresários estão no município selecionando pessoal: frigoríficos sul-matogrossenses (40 vagas), uma empresa catarinense de estruturas metálicas (10), uma empresa sul-matogrossense de cerâmica (9), uma empresa catarinense de beneficiamento de cimento (4), um frigorífico mato-grossense (38) e um abatedouro sul-riograndense (20).

Além disso, outros 89 imigrantes conseguiram empregos nos últimos 15 dias para oportunidades no sul do país. Uma parcela dos estrangeiros tem deixado o município por evasão autônoma. Na quarta-feira, 17, pelo menos 65 haitianos partiram de taxi ou ônibus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *