Brasília, 10 de dezembro de 2018 - 01h17
Brasil defende cooperação na Conferência de Ministros da Defesa das Américas

Brasil defende cooperação na Conferência de Ministros da Defesa das Américas

10 de outubro de 2018
por: Marcelo Rech
Compartilhar notícia:

Brasília – O Brasil tem buscado incrementar diálogos nas áreas de defesa e segurança para alinhar percepções e reforçar laços de confiança, afirmou o ministro da Defesa, Joaquim Silva e Luna, durante a abertura da 13ª Conferência de Ministros de Defesa das Américas (CMDA), realizada em Cancun, no México. Segundo ele, "tratamos de crimes transnacionais, tráfico de armas e drogas, processos migratórios, assistência humanitária, entre outros", disse o representante brasileiro aos colegas de defesa do continente americano.

Luna e Silva destacou ainda que "nossas fronteiras são traços de união. A nada somos indiferentes. A nossa estratégia é de cooperação recíproca e plena", assegurou. Ele ressaltou que o mundo experimenta um período de reacomodação de poder. "Nesse jogo de poder, uma nação isolada se enfraquece, e vai exercer um papel marginal se lhe for consentido e houver conveniências”, advertiu.

Ao lembrar os mais de 17 mil kms de fronteiras físicas com dez países do hemisfério sul, ele reiterou o perfil pacífico do Brasil. "Essas fronteiras nos unem. O Brasil não é apenas um país pacífico, mas também pelas experiências exitosas em missões de paz, é um país provedor de paz", reforçou.

Silva e Luna ainda lembrou dos valores da nação brasileira, "o respeito aos direitos humanos, a igualdade entre nações, a não intervenção, a solução pacífica de conflitos, o repúdio ao terrorismo e a preservação da democracia”, enumerou.

O ministro aproveitou as reuniões bilaterais para manifestar o interesse do Brasil em parcerias estratégicas em produtos de defesa, defesa cibernética, formação militar, ajuda humanitária, entre outros. "Estamos trocando experiências e aprendizados. Busca-se oportunidades, confiança e o desenvolvimento econômico", comentou.

Na segunda-feira, 8, o ministro manteve reuniões com seus homólogos do Chile, Estados Unidos, México, Guatemala e Bolívia.

A Conferência de Ministros de Defesa das Américas (CMDA), criada em 1995, é uma reunião política multilateral de caráter internacional. O encontro é dirigido pelos ministérios da Defesa do hemisfério com a intenção de promover a reciprocidade de conhecimento e o intercâmbio de ideias em nível ministerial, tanto no campo da defesa quanto na segurança, em 34 países.

Em 2000, o Brasil sediou a quarta edição do encontro, em Manaus. Durante o ciclo 2017-2018, cinco grupos de trabalho se dedicaram a temas como mecanismos de cooperação, assistência humanitária, meio ambiente, equidade de gênero, meio ambiente, entre outros.

Assuntos estratégicos

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasília – O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu nesta...
Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Brasília - O governo do Paraguai intensificou o combate das ramificações das...
Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Brasília - O Brasil vai instalar três radares aéreos para o controle de voos de...
Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Brasília - O governo brasileiro encaminhou ao Congresso Nacional a Medida Provisória...
ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

Brasília – O Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência,...
Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...