Brasília, 20 de abril de 2019 - 18h20
Brasil defende manutenção da UNASUL apesar de suspender atividades

Brasil defende manutenção da UNASUL apesar de suspender atividades

28 de agosto de 2018 - 13:39:46
por: InfoRel
Compartilhar notícia:
Brasília – O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, afirmou na semana passada em La Paz, que o Brasil seguirá defendendo a manutenção da União das Nações Sul-Americanas (UNASUL) apesar de ter suspendido suas atividades no bloco em abril.

No dia 20, o chanceler reuniu-se com o seu colega boliviano, Fernando Huanacuni, com quem discutiu diversos temas das agendas bilateral e regional. Uma delas tratou especificamente da UNASUL. Na oportunidade, ele afirmou que “estamos trabalhando para superar os impasses políticos que impedem o funcionamento da UNASUL”.

Em janeiro, o Brasil deverá assumir a presidência do bloco já sob novo governo. No entanto, Aloysio Nunes fez questão de assegurar que o país manterá o apoio à UNASUL. Na sua avaliação, “os países membros devem abordar de maneira mais precisa os temas práticos e pragmáticos que interessam aos nossos povos”, explicou.

Para o ministro, o desafio está em separar as divergências ideológicas que “são de outro terreno” e reformar a estrutura administrativa para tornar a entidade mais eficiente. “O Brasil se empenha para manter este sistema de integração, razão pela qual estamos apegados à existência da UNASUL”, concluiu.

Na mesma reunião, Aloysio Nunes defendeu o ingresso da Bolívia como membro pleno do MERCOSUL. Apenas o Brasil ainda não completou o processo de ratificação do Protocolo de Adesão. No primeiro semestre, o texto foi aprovado na Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados e encontra-se pronto para ser deliberado pelo Plenário. Uma vez concluída a tramitação na Câmara, a matéria seguirá para apreciação pelo Senado.