Brasil

Cooperação Brasil – Espanha para impulsionar a competitividade
28/11/2017
Brasil receberá US$ 4,8 milhões para ozônio
28/11/2017

Brasil e África abrem caminho para ampliar Pesquisas no Atlântico

Brasília – O Centro Internacional de Pesquisas Atlânticas (AIR Center, na sigla em inglês) pode inspirar uma maior aproximação científica entre os dois continentes que circundam o oceano no hemisfério sul, afirmou o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, em palestra magna do 5º Fórum Brasil África, na sexta-feira, 24, em São Paulo. O evento contou com a participação de acadêmicos, governantes e investidores que debateram tendências em inovação para o desenvolvimento sustentável, em torno de agricultura, educação, indústria criativa, infraestrutura, programas sociais, saúde e serviços financeiros.

“Somos sete nações no grupo estruturado para desenvolver o AIR Center, sob a liderança de Portugal. Essa cooperação procura criar condições no sentido de que esses países possam atuar conjuntamente na exploração de pesquisa no Oceano Atlântico, seja em clima, espaço ou energia. Essa aliança vai ter uma contribuição muito grande para o fortalecimento das relações do Brasil com a África”, explicou.

Ele recordou a assinatura da Declaração de Florianópolis, na segunda-feira, 20, ao lado do ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Portugal, Manuel Heitor, e de representantes de Angola, Cabo Verde, Espanha, Nigéria, Uruguai e Região Autônoma dos Açores. “Marcamos já a próxima reunião para maio do ano que vem, em Cabo Verde”, informou.

Além disso, o Brasil decidiu estabelecer parcerias com o Instituto Brasil África, organização não governamental dedicada à promoção das relações com países africanos. “Hoje, a inovação é muito mais do que a marca de um crescimento nacional, é premissa fundamental, prioritária e primordial para que qualquer país possa ter um modelo de desenvolvimento sustentável. Por isso, iniciativas como a do Instituto Brasil África não podem deixar de contar com o nosso apoio”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *