UNASUL
02/03/2011
Relações Exteriores vai retomar debate sobre Itaip
03/03/2011

Ciência & Tecnologia

Brasil e Alemanha aprofundam a cooperação

O ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante se reuniu, nesta quarta-feira, 2, com o embaixador da Alemanha, Wilfried Grolig com quem discutiu o aprofundamento da cooperação bilateral em Ciência e Tecnologia.

Participaram do encontro o conselheiro de assuntos científicos e intercâmbio acadêmico, Dirk Schüller e a ministra Carmen Ribeiro Moura.

A cooperação em C&T entre o Brasil e a Alemanha é amparada pelo Acordo Geral sobre Cooperação nos Setores de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico, assinado em junho de 1969. Os dois países se reúnem periodicamente para tratar da cooperação em C&T.

Em 1997, o Acordo foi atualizado, estabelecendo como temas prioritários as áreas de pesquisa ambiental e tecnológica, pesquisa de materiais, tecnologias de informação e comunicação, pesquisa marinha, biotecnologia, ciências geológicas e pesquisa espacial.

Em 2000, foram incorporadas entre as prioridades da cooperação as áreas de genoma e de nanotecnologia.

Hoje, os recursos destinados pelo MCT e suas agências de fomento – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) – aos programas de cooperação com a Alemanha chegam a cerca de R$ 20 milhões.

Deste valor, R$ 13 milhões são para o Observatório da Torre Alta da Amazônia (OTAA).

As cooperações são realizadas por meio de diversos mecanismos: apoio a programas temáticos, como o Programa em Tecnologia de Manufatura (Bragecrim), o Programa Ciências do Mar; o Projeto de Estratégias e Tecnologias para Mitigação de Escassez de Água no Nordeste brasileiro (Bramar); apoio à mobilidade de pesquisadores por meio de editais conjuntos entre o CNPq e agências de fomento alemãs; concessão de bolsas de doutorado na Alemanha no âmbito de convênio com o CNPq.

A fim de consolidar e ampliar a cooperação entre Brasil e Alemanha em C,T&I, possibilitando a aplicação periódica de recursos em novos projetos de pesquisa e desenvolvimento binacionais e fomentando parcerias estratégicas de longo prazo em diversas áreas temáticas, o Ministério Federal de Educação e Pesquisa da Alemanha (BMBF) propôs, durante a 27ª Comissão Mista bilateral de Ciência, Tecnologia e Inovação (Comista), realizada em Munique, em meados de 2010, a criação de um “Fundo Brasil – Alemanha para Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação”.

No evento, foram traçadas metas para os próximos dois anos, como a cooperação aeroespacial na área de foguetes sub-orbitais e a proposta de realização de um projeto piloto em nanotecnologia, envolvendo instituições de pesquisa e empresas.

Ano Brasil – Alemanha

Em 2010/2011 se comemora o Ano da Cooperação Brasil-Alemanha de Ciência, Tecnologia e Inovação. Essa comemoração se insere no quadro do Protocolo de Intenções sobre o Ano Brasil – Alemanha de Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação 2010/2011 firmado pelo ministro de Ciência e Tecnologia e o vice-ministro de Educação e Pesquisa Alemão (BMBF), na  visita do ministro brasileiro a Alemanha, em dezembro de 2009.

O Ano da Cooperação Brasil – Alemanha registrou inúmeros encontros no Brasil e na Alemanha, gerando possibilidades de cooperações futuras. Com encerramento previsto para abril deste ano, a programação de eventos do  Ano da Cooperação Brasil-Alemanha em C, T & I, deverá ocorrer à margem da próxima edição da Feira de Hannover, na Alemanha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *