Economia e Comércio na agenda de Dilma na China
23/03/2011
Conselho de Segurança sem Brasil é `inconcebível´,
23/03/2011

Brasil e Alemanha discutem parcerias e inovação

Brasil e Alemanha discutem parcerias e inovação

Empresários brasileiros e alemães se reúnem nos dias 24 e 25 em São Paulo, para identificar e desenvolver parcerias e negócios em áreas estratégicas como petróleo e gás, ímãs de terras-raras, próteses ortopédicas, tecnologias para grandes eventos (Copa do Mundo e Olimpíadas) e energias limpas.

Esse é o principal objetivo dos cerca de 100 empresários, agentes de governo e pesquisadores que participam do 1º Laboratório de Aprendizagem em Inovação Brasil-Alemanha 2011.

O evento, promovido pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) faz parte das atividades do Ano Brasil-Alemanha da Ciência, Tecnologia e Inovação 2010-2011.

Na oportunidade, os empresários debateram ainda mecanismos e diálogos para inovação, competitividade e internacionalização de empresas.

Para o presidente da ABDI, Mauro Borges Lemos, o encontro é uma grande oportunidade de colocar a inovação na agenda bilateral Brasil-Alemanha.

“Inovação é tema central da Política de Desenvolvimento Produtivo (PDP) 2011-2014, que será lançada ainda neste primeiro semestre”, afirmou Lemos.

Para o gerente de Assuntos Internacionais da ABDI, Roberto Alvarez, o evento estimula, além de parcerias na área de inovação, a internacionalização de empresas brasileiras.

Programação

A programação do evento está dividida em duas partes.

Na quinta-feira, 24, serão debatidos os temas relacionados com os setores de petróleo e gás, energia renovável e tecnologias da saúde, da informação e da comunicação para grandes eventos.

Na sexta-feira, 25,  haverá participação do presidente da ABDI, Mauro Borges Lemos; do diretor do Instituto Fraunhofer para a América Latina, Eckart Bierduempel; do secretário de Inovação do MDIC, Francelino Grando; do secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do MCT, Ronaldo Mota; e do chefe da Divisão de Ciência e Tecnologia do MRE, Ademar Seabra.

Eles vão doscutir as perspectivas e oportunidades de projetos bilaterais de inovação.

O evento conta com o apoio dos ministérios das Relações Exteriores (MRE), da Ciência e Tecnologia (MCT) e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), além do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha e da Associação de Engenheiros Brasil-Alemanha.

Do lado alemão, os parceiros são o Instituto Fraunhofer e o Ministério da Educação e Pesquisa.

Cooperação Brasil-Alemanha

Desde 2010 a ABDI realiza ações de cooperação entre Brasil e Alemanha, especialmente para inovação tecnológica, integração produtiva e aumento da competitividade de empresas brasileiras.

Com o objetivo de consolidar parcerias diretas, a Agência promove o diálogo entre empresas, governos e instituições de ciência e tecnologia, por meio de ações em duas frentes principais: a elaboração de pré-projetos de empreendimentos tecnológicos/industriais de cunho inovador e a construção de uma plataforma de diálogo de inovação público-privado entre os dois países (na qual se encaixa o Laboratório de Aprendizagem em Inovação).

De acordo com a ABDI, estão em fase de pré-projeto uma planta de imãs de alta potência e uma fábrica-laboratório de próteses ortopédicas.

O Ministério da Ciência e Tecnologia informou que os recursos destinados às suas agências de fomento – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) – aos programas de cooperação com a Alemanha somam cerca de R$ 20 milhões.

Mais informações sobre o evento estão disponíveis em: http://www.vdibrasil.com.br/upload/atualidadesvdi/00002196.pdf.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *