Defesa

Terrorismo
01/04/2006
Forças Armadas
01/04/2006

Exércitos

Brasil e Argentina incrementam intercâmbio Científico e Tecnológico

No último dia 27, os exércitos do Brasil e Argentina, apresentaram em Brasília, o protótipo da Viatura Leve de Emprego Geral Aerotransportável Gaúcho, na presença dos generais Francisco Roberto de Albuquerque, comandante do Exército brasileiro e Roberto Fernando Bendini, Chefe do Estado-Maior do Exército argentino.

De acordo com o Comando do Exército brasileiro, a Viatura Leve de Emprego é o primeiro projeto do intercâmbio Científico e Tecnológico firmado entre os exércitos dos dois países, parte do Acordo de Cooperação Científica e Tecnológica firmado entre os governos da Argentina e do Brasil, em 17 de maio de 1980.

No Brasil, o projeto é conduzido pelo Centro Tecnológico do Exército [CTEx] e na Argentina pela Dirección de Investigación Desarrollo y Producción do Exército.

O projeto começou a ser desenvolvido em abril de 2004, quando foram definidos os componentes principais, o arranjo físico da viatura e as responsabilidades de cada equipe de trabalho na concretização da viatura.

“O motor, as caixas de mudanças e de transferência e os diferenciais, produzidos no Brasil, foram remetidos à equipe argentina que projetou a armação tubular e a suspensão independente”, diz nota do Exército brasileiro.

O protótipo semi-montado chegou ao Brasil no dia 16 de junho de 2005 e foi concluído nas oficinas do Arsenal de Guerra do Rio de Janeiro. No momento, a viatura está sendo testada no Centro de Avaliações do Exército [CAEx] e posteriormente será submetida a avaliações técnica e operacional, exigidas pelo Exército brasileiro. Ela vem sendo preparada para atender cerca de 60 requisitos definidos pelos dois países.

O Exército explicou que a viatura terá emprego civil e será utilizada por unidades aeromóveis. De acordo com o projeto, as viaturas podem ser empilhadas e transportadas em aeronaves C-130.

Além disso, a suspensão independente, nas 4 rodas e tração 4×4, aliada a um potente motor, permite mobilidade tática em qualquer terreno, afinal, ela cumprirá missões de suprimento, transporte de material, evacuação de feridos, lançamento de fios, reconhecimento, comando e controle, nas operações aeroterrestres e em situações especiais.

O chefe do Centro Tecnológico do Exército brasileiro, general Jose Ricardo Kümmel, informou que o protótipo tem apresentado excelentes resultados e que será levado para a Argentina onde também passará por novos testes. Segundo ele, a Argentina desenvolve o segundo protótipo.

No dia 28, militares dos dois países apresentaram a viatura ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Planalto, que se mostrou satisfeito pelos resultados da cooperação entre os exércitos brasileiro e argentino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *