Brasil

Geopolítica
27/06/2016
Política
28/06/2016

Indústria

Brasil e Argentina renovam acordo automotivo por mais quatro anos

Brasília – Autoridades do Brasil e da Argentina se reuniram nos dias 23 e 24 de junho  no Comitê Automotivo, que concluiu as negociações das condições para o comércio do setor entre os dois países. De acordo com o ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), “o acordo prevê uma agenda de trabalho, com foco na integração produtiva e comercial equilibrada que possibilite o livre comércio a partir de 2020”.

As negociações estabeleceram que a relação entre o valor das importações e exportações entre as partes, dos produtos administrados, deverá observar o coeficiente de desvio sobre as exportações – flex – não superior a 1,5 no período de cinco anos (01/07/2015 a 30/06/2020).

A partir de 1º de julho de 2019, se alcançadas as condições para o aprofundamento da integração produtiva e o desenvolvimento equilibrado de estruturas produtivas e de comércio, o flex do comércio bilateral do setor automotivo será de 1,7, após prévio acordo entre as partes.

Na avaliação do MDIC, “o setor automotivo é preponderante para a economia, responsável por aproximadamente metade do fluxo comercial entre os dois países. O acordo de longo prazo trará benefícios mútuos, ao conferir maior previsibilidade ao setor”. O ministro Marcos Pereira, comemorou o resultado. "Depois de muita negociação, chegamos a um acordo por mais quatro anos que traz muita previsibilidade para o setor e que estabelece bases para o livre comércio automotivo a partir de 2020, uma grande vitória para a indústria nacional", destacou. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *