Brasília, 18 de novembro de 2018 - 13h31

Brasil e Argentina vão vender juntos ao mundo

11 de janeiro de 2011
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Nesta segunda-feira, Brasil e Argentina decidiram criar uma comissão para monitorar o comércio bilateral e identificar os produtos que podem ser comercializados com valor agregado mundo afora.



Também ficou acertado que autoridades dos dois países se reunirão a cada 90 dias para revisar o avanço dos acordos em curso.



A idéia é minimizar as crises e potencializar as oportunidades.



Para a Argentina, o aprofundamento das relações econômicas com o Brasil é prioridade.



Após reunir-se com cinco ministros argentinos, o chanceler Antonio Patriota encontrou-se com a presidente Cristina Kirchner e o ministro das Relações exteriores, Héctor Timerman.



Patriota certou os detalhes da agenda da presidente Dilma Rousseff que visita o país no dia 31.



“Falamos sobre a importância que as empresas de ambos países participem das compras governamentais. O Brasil será sede do Mundial de Futebol e das Olimpíadas e a Argentina quer colaborar com a construção de estádios. A idéia é aprofundar a integração comercial”, explicou Timerman.



Ele defendeu ainda o favorecimento ao turismo.



Segundo o ministro, 2010 foi o primeiro ano em que tivemos mais brasileiros na Argentina que argentinos no Brasil.



No ano passado, o comércio bilateral atingiu US$ 32 bilhões com um saldo negativo para a Argentina de US$ 400 milhões.



Pesos



O Banco Central da Argentina decidiu encomendar mais seis milhões de notas de 100 pesos à Casa da Moeda do Brasil.



Já haviam sido encomendados 16 milhões em cédulas, mas as autoridades monetárias argentinas perceberam que a demanda seguirá crescendo pelo menos até fevereiro.



A presidente do BC, Mercedes Marcó del Pont, reconheceu que houve atraso na entrega do dinheiro importado do Brasil, mas descartou que o país pretenda imprimir notas maiores que 100 pesos.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...