Brasília, 21 de novembro de 2018 - 13h07

Narcotráfico

31 de julho de 2012
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - Os governos do Brasil e da Bolívia definiram nesta terça-feira, 31, em La Paz, as áreas fronteiriças que receberão os futuros radares para detecção do tráfego aéreo de drogas. A informação é do vice-ministro de Defesa Social da Bolívia, Felipe Cáceres.



Segundo ele, os pontos estratégicos foram identificados a partir de um sobrevoo em que participaram autoridades bolivianas e diplomatas brasileiros acreditados naquele país.



A medida é tomada no momento em que as respectivas forças aéreas realizam exercícios conjuntos - operação BolBra III - de treinamento para a interceptação de aeronaves vinculadas ao narcotráfico.



No entanto, nenhum dos dois países informou quando os radares começaram a ser instalados.



Brasil e Bolívia dividem uma fronteira de 3.133 quilômetros, principalmente na região amazônica onde o crime organizado utiliza o espaço aéreo, estradas e rios para o comércio de drogas e o contrabando de armas e automóveis roubados no Brasil.



Em janeiro, Bolívia, Brasil e Estados Unidos assinaram um acordo de cooperação em que a Bolívia receberia recursos, treinamento e equipamentos para o combate ao narcotráfico.



O Tratado ainda a ser implementado, prevê o monitoramento de cerca de 31 mil cultivos de coca e o controle do tráfico aéreo. Para apoiar esse esforço, o Brasil decidiu doar ainda um lote de aviões não tripulados - VANT - para a Bolívia.



Dados das Nações Unidas mostram que a Bolívia é responsável pela produção de 115 toneladas anuais de cocaína. A maior parte do produto se destina aos mercados brasileiro e europeu.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...