Brasília, 13 de dezembro de 2018 - 19h37

Cooperação

20 de maro de 2012
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - Os ministros de Relações Exteriores do Brasil, Antonio Patriota, e da Bolívia, David Choquehuanca, discutiram nesta segunda-feira, 19, em Brasília, o aprofundamento da cooperação bilateral para o combate ao narcotráfico. A Bolívia anunciou que quer trabalhar com todos os governos.



Choquehuanca também informou que não está confirmada a presença do presidente Evo Morales na Cúpula das Américas, em abril, na Colômbia, e em junho, na Conferência Rio+20, no Rio de Janeiro.



Em relação ao narcotráfico, o chanceler boliviano afirmou que o acordo trilateral firmado em janeiro com Brasil e Estados Unidos, deve ser implementado em breve.



O acordo prevê assistência técnica à Bolívia e o aporte de recursos para serem investidos em equipamentos. Haverá monitoramento por satélite das áreas de cultivo de coca para que o governo acompanhe em tempo real o processo de erradicação da matéria-prima da cocaína.



A Bolívia é o terceiro maior produtor de cocaína do mundo. A maior parte da droga produzida no país é destinada ao Brasil.



No encontro entre os chanceleres também ficou acertado que o Brasil irá ampliar a cooperação com a Bolívia em relação aos marcos regulatórios, para que o país andino atraia investimentos estrangeiros.



Especialistas em regulação do Brasil deverão ajudar os técnicos bolivianos a prepararem uma lei a respeito do assunto.



De acordo com o Itamaraty, o Brasil é o principal parceiro comercial da Bolívia. Em 2011, o intercâmbio comercial atingiu US$ 4,4 bilhões, o que representou aumento de 30% em relação a 2010.

Assuntos estratégicos

Aprovado projeto que permite a expulsão de estrangeiros acusados de Terrorismo

Aprovado projeto que permite a expulsão de estrangeiros acusados de Terrorismo

Brasília – O Projeto de Lei que proíbe a concessão de visto e determina a...
Brasil quer entrar no mercado mundial de lançamentos de satélites

Brasil quer entrar no mercado mundial de lançamentos de satélites

Brasília – O governo federal, por meio da Agência Espacial Brasileira (AEB) quer...
Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

O Senado do Paraguai postergou para março de 2019 a análise de três projetos de...
Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Na última terça-feira, 4, a governadora do Paraná, Cida Borghetti, e o ministro...
Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasília – O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu nesta...
Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Brasília - O governo do Paraguai intensificou o combate das ramificações das...
Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Brasília - O Brasil vai instalar três radares aéreos para o controle de voos de...
Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Brasília - O governo brasileiro encaminhou ao Congresso Nacional a Medida Provisória...
ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

Brasília – O Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência,...
Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...