Candidatura brasileira à Comissão Interamericana d
13/05/2013
Integração Regional
14/05/2013

Cooperação

Brasil e Bolívia terão plano de combate ao narcotráfico na fronteira

Brasília – Os governos do Brasil e da Bolívia discutirão nos dias 15 e 16 em Santa Cruz de la Sierra, um plano bilateral de combate ao crime organizado, especialmente o narcotráfico e a lavagem de dinheiro. Os dois países dividem uma fronteira seca com 3.423 kms. Além disso, haverá operações para neutralizar o tráfico de pessoas, o fluxo migratório e o controle de armas.

Brasil e Bolívia também querem aprofundar as discussões em torno do roubo de veículos, aviões, caminhões e cargas. As ações serão coordenadas pelos governos dos dois países e terão ainda a participação, pelo lado brasileiro, de representantes dos governos do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rondônia.

Em Santa Cruz, participarão das reuniões os ministros da Justiça, José Eduardo Cardozo, a secretária nacional de Segurança Pública Regina Miki, o secretário nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), Vitore André Zilio Maximiano. Pelo lado boliviano, estrarão presentes, os ministros de Governo, Carlos Romero, da Defesa Social e Substâncias Controladas, Felipe Cáceres, o chefe do setor de Defesa e Luta contra o Tráfico e Delitos, Ruis Vasconcellos, o diretor da Força Especial da Luta contra o Narcotráfico, Gonzalo Quezada, e o coordenador-geral do Conselho Nacional de Luta contra o Tráfico Ilícito de Drogas, Sabino Mendoza.

O ministro da Justiça também retomará na Bolívia as discussões em torno dos brasileiros presos desde 20 de fevereiro. O Brasil busca o relaxamento das prisões para que os 12 torcedores do Corinthians possam aguardar o julgamento em prisão domiciliar. Inclusive, a Embaixada do Brasil em La Paz já alugou uma casa em Oruro com este objetivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *