Brasília, 17 de novembro de 2018 - 14h18

Cooperação

17 de janeiro de 2012
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - Brasil e Colômbia decidiram criar nesta terça-feira, 17, a Comissão Binacional de Segurança Fronteiriça (COMBIFRON), para tornar mais efetivo o combate aos crimes transnacionais e permitir que haja um maior desenvolvimento econômico na região. O tema foi acordado entre os ministros da Defesa do Brasil, Celso Amorim, e da Colômbia, Juan Carlos Pinzón.



Com a reativação da COMBIFRON também será criado um Centro Integrado de Intercâmbio de Informação Regional com foco na troca de informações de inteligência.



A I Reunião da Comissão Binacional de Segurança Fronteiriça será realizada em março em local a ser definido.



À convite do ministro colombiano, nos dias 3 e 4 de maio, Celso Amorim participará em Cartagena de Índias, da Reunião de Ministros da Defesa, Interior e Justiça da UNASUL.



Com o objetivo de fortalecer ainda mais a cooperação regional, os ministros manifestaram seu interesse em realizar a Reunião Tripartite Fronteiriça Brasil-Colômbia-Peru em data a ser definida pelos três países.



KC-390



A Colômbia reafirmou ainda o seu interesse em participar do projeto de desenvolvimento do cargueiro KC-390 da EMBRAER. De acordo com Pinzón, o governo colombiano tomará as medidas necessárias para determinar sua viabilidade em no máximo seis meses.



No ano passado, a Colômbia anunciou que não participaria do projeto por razões econômicas.



Também ficou definido que uma delegação do ministério da Defesa brasileiro visitará Puerto Leguizamo, na Colômbia, em fevereiro, com o objetivo de conhecer as patrulheiras fluviais utilizadas por aquele país.



Além disso, um grupo técnico de trabalho vai estudar a possibilidade dos dois países desenvolverem um Veículo Aéreo Não Tripulado (VANT), para ser empregado nas operações de monitoramento e vigilância da fronteira comum, e o desenvolvimento de navios fluviais para vigilância dos rios da região amazônica.



Brasil e Colômbia decidiram ampliar e aprofundar a cooperação em matéria de capacitação, treinamento, indústria militar e ciência e tecnologia militar, ciberdefesa e proteção dos recursos naturais.



No plano regional, os dois países pretendem apresentar uma proposta conjunta de luta contra os crimes transnacionais à União das Nações Sul-Americanas (UNASUL).



Indústria de Defesa



De olho no potencial econômico-comercial da indústria de defesa, será realizada uma cúpula de empresários dos dois países para a exploração de novas alternativas de negócios. O encontro ainda não tem data marcada, mas poderá acontecer ainda no primeiro semestre deste ano.



Além disso, Brasil e Colômbia devem intensificar a realização de exercícios operacionais coordenados entre as respectivas Forças Armadas.



A Colômbia ofereceu ao Brasil intercâmbio de experiências e informação relativas ao seu Sistema de Vigilância composto por radares, objetivando o fortalecimento da defesa e da luta contra o Crime Transnacional Organizado e o Brasil, em contrapartida, convidou a Colômbia a realizar visita ao Centro Gestor do Sistema de Proteção da Amazônia (CENSIPAM).



Tendo em conta os próximos eventos desportivos a se realizarem no Brasil (Copa do Mundo de 2014 e Jogos Olímpicos de 2016), a Colômbia manifestou seu interesse em enviar observadores e ofereceu apoio em matéria de informação e inteligência.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...