Relações Exteriores

Comércio
15/05/2012
Marinhas de cinco países participam da Unitas 2012
16/05/2012

Brasil e Espanha discutem expropriações e reciproc

Brasil e Espanha discutem expropriações e reciprocidade

Brasília – Os ministros de Relações Exteriores do Brasil, Antonio Patriota, e da Espanha, José Manuel García-Margallo, se reúnem nesta quarta-feira, 16, em Brasília para discutir o processo de expropriações enfrentado por empresas espanholas na América do Sul e a adoção do princípio da reciprocidade pelo Brasil em relação aos espanhóis que visitam o país.

O tema das expropriações também foi tratado por Patriota com o chanceler argentino Hector Timerman com quem se reuniu nesta terça-feira, 15.

García-Margallo realiza visita de três dias ao Brasil. Além de Brasília, ele vai a São Paulo e Rio de Janeiro onde se encontra com empresários espanhóis e autoridades locais.

O chanceler espanhol pretende reduzir as tensões entre a Espanha e o Brasil por conta das inadmissões de brasileiros que chegam ou simplesmente passam pelos aeroportos espanhóis.

Como resposta, espera que o Brasil retire as exigências feitas aos seus nacionais, as mesmas cobradas pelas autoridades de imigração da Espanha.

Em abril, o Brasil adotou medidas de reciprocidade que aumentam o rigor para o ingresso de turistas espanhóis no país, mas o Itamaraty evita usar a expressão “retaliação”.

Cerca de 160 mil brasileiros vivem na Espanha. Em toda a Europa, são quase 900 mil.

Um diplomata brasileiro explicou ao InfoRel que o país não questiona as inadmissões, mas o tratamento dispensado aos brasileiros barrados nos aeroportos espanhóis. A maioria relata casos de discriminação e preconceito.

Um grupo de parlamentares estuda discutir o assunto no âmbito das violações aos direitos humanos caso não haja avanços nas negociações entre os dois países.

Além desses temas, os dois ministros pretendem examinar a agenda bilateral de cooperação, os fluxos de investimentos e comércio, parcerias em educação, ciência, tecnologia e inovação, e cooperação trilateral em benefício de países latino-americanos e africanos.

Patriota e García-Margallo discutirão ainda assuntos da agenda internacional como a crise na Síria, a retomada das negociações em torno do programa nuclear do Irã, e as perspectivas para a Conferência Rio+20 que acontece no Brasil em junho.

De acordo com o Itamaraty, a Espanha tem um estoque de investimentos no Brasil que chega aos US$ 85 bilhões. Trata-se do segundo maior investidor no país.

No ano passado, o volume de comércio entre os dois países alcançou os US$ 7,9 bilhões, um aumento de 20% em relação a 2010.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *