Brasília, 12 de dezembro de 2018 - 04h32

Brasil e EUA agora coincidem sobre Honduras

15 de dezembro de 2009
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Nesta segunda-feira, o responsável pelo Hemisfério Ocidental, do Departamento de Estado norte-americano, Arturo Valenzuela, elogiou a postura do Brasil em relação ao Irã e concordou com uma saída negociada para a crise de Honduras.



Valenzuela afirmou que a eleição de Porfírio Lobo é legítima e deve ser reconhecida por todos.



O Brasil não reconhece o resultado e insiste na restituição de Manuel Zelaya na presidência.



Foi o que ouviu do Secretário-Geral do ministério das Relações Exteriores, Antonio Patriota, e do assessor internacional da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia.



No entanto, todos fizeram questão de ressaltar o “bom momento” das relações bilaterais. Os dois países pretendem trabalhar pela redemocratização de Honduras.



Já o encontro entre Valenzuela e Garcia serviu muito mais para uma apresentação. De concreto, nada.



Preocupados com a extensão da crise hondurenha, Brasil e Estados Unidos buscam agora convencer o governo de Roberto Micheletti a conceder um salvo conduto para que Manuel Zelaya possa deixar a embaixada do Brasil em Tegucigalpa.



O Itamaraty informou que Zelaya terá de deixar a representação até janeiro. É uma forma de pressionar Micheletti a aceitar sua saída para o exterior.



Brasil e Estados Unidos também defendem que Zelaya y Micheletti renunciem em nome da resolução da crise, mas o golpista afirmou que deixará o cargo apenas em janeiro.



No dia 27, será empossado o presidente eleito Porfírio Lobo.



Arturo Valenzuela também afirmou que a postura do Brasil em relação ao Irã é elogiável. Na sua avaliação, o Brasil poderá ajudar a convencer Teerã a abandonar seu programa nuclear.



Ele ainda agradeceu o apoio do Brasil ao acordo militar firmado entre Estados Unidos e Colômbia.



Análise da Notícia



Na semana passada, a Secretária de Estado norte-americana Hilary Clinton, afirmou que os países latino-americanos que se relacionam com o Irã devem estar cientes da opção que fazem.



Para o Brasil, ela fez uma ameaça, mas apenas o presidente venezuelano Hugo Chávez reagiu publicamente.



Arturo Valenzuela tentou contornar o mal-entendido.



Veio ao Brasil para conhecer e ser conhecido.



O assessor internacional Marco Aurélio Garcia é para os Estados Unidos um enigma que precisa ser constantemente decifrado.



Objetivamente, ele exagerou nos elogios.



Os Estados Unidos não aceitam as relações do Brasil com o Irã, portanto, as afirmações de Valenzuela são mentirosas.



As ameaças de Clinton são mais confiáveis.

Assuntos estratégicos

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

O Senado do Paraguai postergou para março de 2019 a análise de três projetos de...
Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Na última terça-feira, 4, a governadora do Paraná, Cida Borghetti, e o ministro...
Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasília – O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu nesta...
Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Brasília - O governo do Paraguai intensificou o combate das ramificações das...
Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Brasília - O Brasil vai instalar três radares aéreos para o controle de voos de...
Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Brasília - O governo brasileiro encaminhou ao Congresso Nacional a Medida Provisória...
ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

Brasília – O Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência,...
Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...