Exército brasileiro adere à agenda ambiental
10/02/2011
A crise no Egito e suas implicações econômicas
11/02/2011

Aproximação

Brasil e EUA avançam em Diálogo de Parceria Econômica

Nesta quinta-feira, Brasil e Estados Unidos realizaram em Brasília o V Diálogo de Parceria Econômica entre o ministério de Relações Exteriores e o Departamento de Estado norte-americano.

Durante todo o dia, representantes dos dois países examinaram as possibilidades de investimentos comuns.

Os Estados Unidos têm interesse nos projetos de infra-estrutura que integram a segunda versão do Programa de Aceleração do Crescimento e empresas norte-americanas poderão participar na construção de estádios para a Copa do Mundo de 2014 e demais instalações para os Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro.

Também as áreas de petróleo, gás, energia, portos e aeroportos, despertam o interesse dos Estados Unidos.

O Secretário de Estado Assistente para Economia, Energia e Negócios do Departamento de Estado, Jose Fernandez, afirmou ao InfoRel que “o Brasil é um líder comercial na região, um bom mercado com muitas possibilidades de atuação em conjunto com empresas norte-americanas”.

Segundo ele, a estabilidade político-democrática e o papel que desempenha o Brasil na América do Sul são muito positivos para os Estados Unidos.

Na avaliação do embaixador brasileiro em Washington, Mauro Vieira, “este tipo de encontro é muito importante, pois ambos podem conversar sobre todos os assuntos, de toda natureza”.

“Os presidentes querem avançar, aprofundar e ampliar a relação bilateral e vamos ter uma série de acordos entre os dois governos em março”, explicou Thomas Shannon, embaixador norte-americano em Brasília.

Os representantes dos dois governos trataram ainda de iniciativas em curso em terceiros países e o aumento conjunto da cooperação na África e Haiti em temas como energia, segurança alimentar, nutrição, biotecnologia, biocombustíveis, habitação, trabalho e inclusão social.

Delegações da Guatemala, El Salvador e República Dominicana se encontram no Brasil acompanhados de representantes da Organização dos Estados Americanos (OEA) e do governo norte-americano, onde discutem detalhes do programa de cooperação bilateral em biocombustíveis.

Brasil e Estados Unidos também pretendem firmar um convênio entre a Casa Civil da Presidência da República e o Escritório de Informação e Temas Regulatórios da Casa Branca, sobre políticas regulatórias.

USAID

A Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento (USAID) assinaram um Memorando de Entendimento sobre o Programa de Intercâmbio Profissional.

Mark Lopes, da USAID e o ministro Marco Farani, da ABC assinaram o documento que permitirá a implementação de um programa de intercâmbio de pessoal entre as duas agências.

Para o governo norte-americano, a iniciativa nivelará os esforços conjuntos de crescimento ao redor do mundo.

Trata-se do último acordo de uma série de iniciativas trilaterais entre Estados Unidos e Brasil para usufruir das experiências de desenvolvimento e de pesquisa um do outro.

A partir de abril, a USAID terá um funcionário nos escritórios da ABC e este terá um funcionário no escritório da USAID, compartilhando expertise e colaborando em programas conjuntos.

Obama

O Embaixador do Brasil em Washington (EUA), Mauro Vieira, esteve nesta quarta-feira, 9, no ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, em audiência com o ministro Fernando Pimentel.

A pauta do encontro foi a visita, prevista para o mês de março, do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.  Será a primeira viagem oficial do presidente norte-americano ao Brasil, onde terá um encontro com a presidente Dilma Rousseff.

A agenda ainda está sendo negociada, mas entre os temas que serão discutidos estão às relações econômicas e comerciais entre Brasil e Estados Unidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *