Defesa

Equador transformará sede da UNASUL em universidade indígena
10/07/2018
Bolívia anuncia combinação estratégica para o Corredor Bioceânico
10/07/2018

Brasil e França aprofundam relacionamento estratégico em Defesa

Brasília – Nos dias 3 e 4 de julho, militares do Brasil e da França participaram da XIV Reunião de Estados-Maiores Conjuntos de Defesa, evento marcado pelo aprofundamento da cooperação bilateral e da parceria no desenvolvimento de projetos estratégicos entre os dois países.

Durante a reunião, foram tratadas questões relacionadas com a cooperação entre as Forças Armadas do Brasil e as Forças Armadas Africanas; da Marinha no Golfo da Guiné; e o planejamento e a condução de operações conjuntas para Missões Exteriores e Missões Interiores.

Além disso, ficou acordado, de forma conjunta, as perspectivas de intercâmbios na área do planejamento e da condução de operações na fronteira entre o Brasil e a Guiana Francesa. Os dois países pretendem reforçar a cooperação transfronteiriça entre o Brasil e a Guiana e o ensino militar superior na França.

De acordo com o ministério da Defesa, os franceses propuseram a participação de especialistas brasileiros na próxima edição do Exercício DEFNET, a fim de manter os contatos e acompanhar as evoluções dos conhecimentos em um setor em constante progresso. Paralelamente, o Centro de Defesa Cibernética (CDCiber) convidou os franceses a participarem do próximo Estágio Internacional de Defesa Cibernética, a ser realizado em 2019, em Brasília.

Brasil e França também avaliaram o estado da cooperação, iniciada em 2016, com o Programa de Submarinos da Marinha (PROSUB), com previsão de lançamento, em dezembro, do Submarino de Propulsão Convencional Riachuelo. Foram formuladas propostas de ações futuras como o prosseguimento de patrulhas navais nas áreas de interesse da Guiana Francesa, onde a França formulou o interesse da participação de aeronaves de patrulha marítima da Força Aérea Brasileira (FAB).

A respeito do Golfo da Guiné, Brasil e França consideram a região de importância primordial em matéria de segurança marítima e de iniciativas de cooperação com os países costeiros do Golfo da Guiné, intercâmbio de informações sobre Medicina Operativa e Defesa Alimentar no Navio Doca Multipropósito (NDM ) “Bahia”, pertencente à Marinha. O Brasil convidará um oficial médico francês para embarque no navio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *