Brasília, 27 de março de 2019 - 00h29

Brasil e Japão terão manuais de prevenção a desast

18 de fevereiro de 2014 - 15:17:05
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - Gestores municipais e federais brasileiros e especialistas e técnicos em Defesa Civil do Japão reuniram-se, na semana passada, na sede do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden/MCTI), em Cachoeira Paulista (SP), para identificar os desafios para aprimorar o Plano de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais dentro da temática "Previsão e alertas antecipados" e elaborar manuais para aperfeiçoar o monitoramento e garantir melhores condições de resposta a desastres naturais no Brasil.



Os manuais serão implementados como experiência piloto nas cidades de Nova Friburgo e Petrópolis (RJ) e Blumenau (SC). A ideia é testar a aplicabilidade dos mesmos e avaliar os resultados para fazer os ajustes necessários, de maneira que esses manuais possam ser utilizados nos demais municípios brasileiros.



A reunião foi um desdobramento do 2° Seminário Bousai, realizado em Brasília no último dia 7, quando as experiências japonesas de prevenção a desastres naturais foram apresentadas ao governo brasileiro.



Além de representantes dos municípios onde os manuais serão implantados, também participaram integrantes do Sistema Alerta Rio, do Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar) e do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).



Os japoneses foram apresentados à estrutura organizacional do sistema de prevenção e alerta a desastres naturais, bem como às responsabilidades de municípios, estados e do governo federal para o enfrentamento da questão.



Eles também realizaram visitas técnicas para conhecer o sistema de emissão de alertas e transmissão de informações, as condições de monitoramento de desastres de sedimentos e do compartilhamento de informações.



As atividades integram o acordo de cooperação técnica assinado em 2013, por meio da Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica, na sigla em inglês). O primeiro seminário foi realizado no ano passado, em Cachoeira Paulista (SP).



As ações são desenvolvidas em conjunto com os ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Integração Nacional (MI), Minas e Energia (MME), além de estados e municípios.