Brasília, 30 de setembro de 2020 - 03h15
Brasil e Paraguai discutem cooperação para o combate ao crime organizado

Brasil e Paraguai discutem cooperação para o combate ao crime organizado

03 de fevereiro de 2020 - 10:19:42
por: Marcelo Rech
Compartilhar notícia:

Brasília - Os ministros da Justiça do Paraguai, Cecilia Pérez, e do Brasil, Sergio Moro, reuniram-se nesta quinta-feira, 30, para ratificar a cooperação na luta contra o crime organizado e também definir linhas de ação específicas contra as ações da organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) e outros grupos que atuam nas prisões, especialmente paraguaias.

Segundo Pérez, “nosso principal aliado regional neste momento é o Brasil quanto ao combate ao crime organizado e contra o PCC. O Brasil tem cooperado com o Paraguai principalmente em matéria de assessoria técnica e em temas penitenciários e havíamos conversado na cúpula de ministros do MERCOSUL sobre ações que queremos aprofundar e avançar”, explicou.

Os diretores da Polícia Federal, Maurício Valeixo, e do Departamento Penitenciário Nacional, Fabiano Bordignon, além de autoridades da área de segurança do Paraguai, também participaram da reunião. Cecilia Pérez visitou ainda a Penitenciária Federal em Brasília.

“Ratificamos a cooperação em matéria de luta contra o crime organizado, a demarcação de linhas pontuais de ações contra o PCC”, destacou. A principal preocupação do Paraguai é com a segurança do seu sistema penitenciário. Neste sentido, os dois países devem incrementar a cooperação em matéria de inteligência para a troca de informações sobre as organizações criminais que atuam dos dois lados da fronteira.

Importante destacar que o Paraguai integra o Centro de Cooperação Policial Internacional (CCPI) que funciona na Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro. O Centro tem por finalidade fortalecer a integração entre os países no âmbito das investigações voltadas à repressão da criminalidade organizada transnacional e abriga, atualmente, policiais da Argentina, Bolívia, e Peru.