Brasília, 22 de agosto de 2019 - 16h37
Brasil e Paraguai irão intensificar a cooperação contra o crime organizado

Brasil e Paraguai irão intensificar a cooperação contra o crime organizado

06 de abril de 2019 - 19:17:56
por: Marcelo Rech
Compartilhar notícia:

Brasília – Autoridades brasileiras e paraguaias se comprometeram a intensificar e unir os esforços em torno da cooperação bilateral contra o crime organizado e a expansão destas grandes estruturas na região. Com este objetivo, o ministro-chefe da Secretaria Nacional Antidrogas (SENAD), do Paraguai, Arnaldo Giuzzio, reuniu-se em Brasília com seus homólogos no ministério da Justiça.

No primeiro encontro, com o ministro Sérgio Moro, ficou acertado a coordenação de ações estratégicas futuras neste campo. Também foram realizados encontros com a Polícia Federal que já mantém cooperação estreita com a SENAD. A PF entende que esta cooperação é fundamental na neutralização das organizações criminosas.

Além disso, Brasil e Paraguai pretendem atualizar e melhorar o programa de cooperação jurídica para a recuperação de ativos provenientes do crime, a disponibilidade de meios aéreos para as operações de erradicação de cultivos e a implementação de sistemas de controle do tráfico de drogas e armas.

Operação

Em uma operação conjunta que durou 12 dias, Brasil e Paraguai apreenderam 116 toneladas de maconha e destruíram 338 hectares da droga em diversos pontos do Departamento de Amambay.

A Operação Nueva Alianza contou com a participação da Polícia Federal e da Força Aérea Paraguaia. Também foram apreendidas 2 mil sementes de maconha em 140 acampamentos que foram completamente destruídos, e um total de 13 prensas hidráulicas para o empacotamento da droga

O Paraguai é o principal produtor de maconha da América do Sul e o Brasil, o principal destino da droga. No ano passado, foram realizadas 601 operações que permitiram a apreensão de 5 mil toneladas de maconha.