Brasília, 18 de outubro de 2018 - 16h24

Indústria

29 de dezembro de 2011
por: InfoRel

Brasília - Brasil e Peru irão fortalecer a cooperação em Defesa com o objetivo de melhorar a capacidade operacional das Forças Armadas de ambos países e o desenvolvimento da indústria militar regional.



Foi o que decidiram os ministros da Defesa do Peru, Alberto Otárola Peñaranda, e do Brasil, Celso Amorim. Em fevereiro de 2012, Peñaranda virá ao Brasil para assinar os acordos que estão sendo negociados.



Para Celso Amorim, a cooperação em Defesa entre Brasil e Peru também irá fortalecer as relações bilaterais nos temas econômico, político e diplomático.



No setor Defesa, os dois países querem desenvolver programas aeroespacial e naval e no campo da segurança. Além disso, estão previstas capacitação, treinamento, suporte técnico, logístico e transferência de tecnologia.



As empresas estatais de ambos países serão estimuladas a firmar vínculos e alianças comerciais tanto para o desenvolvimento das respectivas indústrias como para o fomento da pesquisa em matéria de Defesa.



De acordo com o Comunicado Conjunto, "a implementação das alianças industriais se fará através de contratos específicos negociados diretamente entre as empresas envolvidas, conforme as legislações e regulamentos nacionais vigentes".



Narcotráfico



O embaixador peruano em Brasília, Jorge Bayona Medina, explicou que os dois países também irão aprofundar a cooperação bilateral no combate ao narcotráfico com operações de interdição e desenvolvimento integral sustentável inclusivo nas regiões fronteiriças.



Medina afirmou que Brasil e Peru querem incrementar uma política de responsabilidade compartilhada.



"Com relação ao combate ilícito de drogas, Peru e Brasil vão estreitar seus vínculos a fim de aprofundar as medidas de prevenção e reabilitação do consumo de drogas", destacou.



Em outubro, os chanceleres Rafael Roncagliolo, do Peru, e Antonio Patriota, do Brasil, se reuniram em Brasília para traçar uma estratégia comum de atuação na zona de fronteira comum.



Os dois países consideram muito positiva a cooperação entre a Polícia Federal brasileira e a Polícia Nacional peruana, que tem permitido a destruição de plantios e a erradicação do cultivo de coca.



Em julho, foi realizada a Operação Binacional de Interdição e Erradicação na zona de fronteira Peru-Brasil.



O Peru já faz uso dos dados e informações do Sistema de Vigilância da Amazônia (SIVAM), que integra meios tecnológicos destinados a obter informação, visualizar imagens e mapas e elaborar previsões.



Também com as informações do SIVAM, Peru e Brasil ampliam a cooperação no combate aos crimes ambientais e ao contrabando.



Em fevereiro de 2012, será realizada em Brasília mais uma reunião da Comissão Mista de Luta Contra as Drogas.

Assuntos estratégicos

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...