Brasília, 18 de outubro de 2018 - 18h26

Brasil e Reino Unido discutem cooperação em Defesa

18 de janeiro de 2012
por: InfoRel

Brasília - O Secretário dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido, William Hague, realiza visita de trabalho à Brasília e Rio de Janeiro para discutir o aprofundamento da cooperação em Defesa e Relações Internacionais entre os dois países.



Em Brasília, Hague será recebido pelos ministros das Relações Exteriores, Antonio Patriota, e da Defesa, Celso Amorim. No Rio de Janeiro, ele terá encontro com o governador Sérgio Cabral e com o Comandante da Marinha, Almirante Julio Soares Moura Neto.



De acordo com o Itamaraty, a reunião entre os dois ministros de Exteriores marcará o início do diálogo estratégico entre Brasil e Reino Unido em áreas como Desarmamento e Não-Proliferação, Conselho de Segurança das Nações Unidas, Oriente Médio e Norte da África, Direitos Humanos, Erradicação da Fome e da Pobreza e Desenvolvimento Sustentável.



Patriota e Hague tratarão, ainda, das perspectivas de intensificação das parcerias em áreas como energia, educação, tecnologia e inovação. Para o Brasil, há potencial para expandir a cooperação bilateral no âmbito do programa "Ciência sem Fronteiras", por meio, inclusive, do fortalecimento da participação do setor privado. Também se tratará da cooperação bilateral para a organização de megaeventos esportivos.

Eles também examinarão assuntos de interesse global, a exemplo da Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), da crise financeira internacional e da reforma das instituições de governança política e econômica.

O intercâmbio comercial entre os dois países totalizou US$ 8,57 bilhões em 2011, o que representa aumento de 10,21% em relação ao valor atingido em 2010.



No ano passado, as exportações brasileiras com destino ao Reino Unido registraram aumento de 12,4%, alcançando o valor de US$ 5,2 bilhões.



Nos últimos dez anos, o estoque de investimentos britânicos no Brasil cresceu em US$ 8,4 bilhões, fazendo do Reino Unido o 6º maior investidor no País.



 Análise da Notícia



A visita do ministro responsável pelas Relações Exteriores do Reino Unido também se dá no contexto da decisão adotada pelos países do MERCOSUL, de impedir que navios com bandeira das Ilhas Malvinas atraquem em seus portos, principalmente militares.



O Brasil tem um acordo de cooperação em Defesa com o Reino Unido e deverá adquirir navios desse país para a Marinha, mas não abre mão de sua posição solidária com a vizinha Argentina.



E tem sido assim desde o século 19. Após a decisão brasileira, o Uruguai adotou iniciativa semelhante e o tema foi levado ao bloco regional que bateu o martelo em respeito aos argentinos.



Para o Reino Unido, a decisão é política e será respeitada, mas se isso implicar em problemas econômicos para as Ilhas, aí a conversa será em outro tom.



Na semana passada, Hague fez essa ameaça ao falar no Parlamento Britânico. Resta saber se repetirá em Brasília o que disse aos políticos locais.

Assuntos estratégicos

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...