Brasília, 15 de setembro de 2019 - 10h10
Brasil e Reino Unido têm Diálogo da Indústria de Defesa

Brasil e Reino Unido têm Diálogo da Indústria de Defesa

10 de setembro de 2019 - 15:37:25
por: Marcelo Rech
Compartilhar notícia:

Brasília – Nesta segunda-feira, 9, realizou-se em Londres, o II Diálogo da Indústria de Defesa (DID) Brasil - Reino Unido, que envolveu autoridades civis e militares dos dois países, especialmente representantes das respectivas bases Industriais de Defesa e teve como objetivos proporcionar novas oportunidades de negócios, identificar possibilidades de desenvolvimento de projetos e o aprofundamento da cooperação bilateral no setor de produtos de Defesa e atração de investimentos externos.

O Secretário de Produtos de Defesa (SEPROD), do Ministério da Defesa, Marcos Degaut, ressaltou que o Reino Unido é um parceiro estratégico e reforçou que é preciso avançar e aprofundar a cooperação mútua entre os dois países neste segmento.

Durante o evento, ocorreu a assinatura da carta de intenções entre o Ministério da Defesa do Brasil e a Organização de Defesa e Segurança do Reino Unido (DSO) sobre o fomento à Economia de Defesa. O documento foi assinado pelo titula da SEPROD, representando o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, e o Enviado Especial do Comércio do Reino Unido para o Brasil e membro do Parlamento britânico, Mark Prisk.

De acordo com o MD, o documento estabelece um entendimento bilateral em que as partes se comprometem a manter o diálogo das Indústrias de Defesa, que foi projetado para facilitar o intercâmbio de informações e incentivar discussões públicas e privadas; promover o comércio e o investimento em Defesa como meio para o crescimento econômico; aperfeiçoar a competitividade através da inovação e do empreendedorismo; e compartilhar melhores práticas, fomentar o intercâmbio de conhecimento e fornecer assistência em áreas-chave.

“Creio que esse passo fortalece as históricas relações entre as nações, nos aproximando e ampliando as fronteiras de cooperação”, afirmou Dagout, para quem, a assinatura do memorando de entendimento entre o Ministério da Economia do Brasil e o Departamento de Comércio Internacional do Reino Unido, ocorrida em 21 de agosto passado, contribui enormemente para essa aproximação entre os dois países.

O documento tem como objetivo estimular o comércio entre os dois países e apoiar o ingresso do Brasil na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Marcos Dagout enfatizou que o Governo Brasileiro desenha, de maneira inédita, uma política de fomento à Base Industrial de Defesa (BID), com o objetivo de colocar todos os atores relevantes intervenientes no processo de produção, exportação e financiamentos de Produtos de Defesa, dentro de uma mesma estratégia. O foco é eliminar gargalos e burocracias, para tornar as empresas e os produtos brasileiros mais competitivos no mercado externo.

Na oportunidade, o Major Paulo Comunale, do Departamento de Financiamentos e Economia de Defesa da SEPROD, detalhou aspectos sobre os programas estratégicos do Ministério da Defesa e das Forças Armadas, além de oportunidades de investimentos no Brasil.

Já o presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex), Almirante Sérgio Ricardo Segóvia Barbosa, discorreu sobre as oportunidades de investimento no Brasil.

Ainda em Londres, a partir desta terça-feira, 10, o Secretário participa da DSEI, evento de Equipamentos de Defesa e Segurança Internacional, que reunirá, até sexta-feira, 13, mais de 1,6 mil expositores e 35 mil participantes de mais de 50 países.

A ação faz parte do planejamento estratégico da SEPROD que tem, dentre outros, o eixo Econômico-Comercial, cujo objetivo é buscar novos caminhos para a resolução de questões que afetem a competitividade e sustentabilidade da indústria de defesa, observando as melhores práticas de política industrial internacionais e a necessidade da desburocratização do aparato público e da redução de custos de transações e de produção.